• Início
  • Economia
  • Resumo semanal: Novo marco fiscal é aprovado na Câmara Internacional

Leitura de 10 min

Resumo semanal: Novo marco fiscal é aprovado na Câmara Internacional

Confira as principais notícias da semana, segundo a avaliação da equipe econômica do C6 Bank

Atualizado em

C6 Bank Felipe Salles Foto: Germano Lüders 04/08/2021

Confira as principais notícias da semana (22/5-26/5), segundo a avaliação da equipe econômica do C6 Bank. Leia a íntegra do relatório.

Estados Unidos: atividade e inflação robustas

A inflação segue persistente. O índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) acelerou para 0,4% em abril em relação ao mês anterior, segundo dados do Departamento do Comércio americano. O núcleo do indicador, que exclui alimentos e energia, também acelerou para 0,4%. No acumulado em doze meses, o PCE e o núcleo acumulam alta de 4,4% e 4,7%, respectivamente, bem acima da meta de 2% do banco central americano (Federal Reserve – Fed). A composição do índice mostra preços dos bens benignos, mas os preços de serviços continuam pressionando a inflação. Em nossa visão, a inflação de serviços deve continuar elevada e cair lentamente, devido ao mercado de trabalho aquecido que mantém salários acima da produtividade.

A renda e o consumo das famílias seguem elevados. Houve aumento da renda de 0,4% em abril frente ao mês anterior, em razão de aumentos de salários. Os gastos com consumo aumentaram em 0,8% no mês, com aumento nos gastos de bens (1,1%) e serviços (0,7%), segundo dados do Departamento do Comércio.

A atividade continua resiliente. As prévias dos índices de gerentes de compras (PMIs, na sigla em inglês) do mês de maio sinalizaram atividade robusta. O PMI composto, que inclui o setor de manufaturas e serviços, subiu 1,1 ponto para 54,5. A melhora no indicador foi puxada principalmente pelo setor de serviços, que subiu 1,5 ponto para 55,1, indicando forte expansão do setor. O PMI de manufaturas, por outro lado, teve queda de 1,7 para 48,5, voltando a indicar leve retração. A criação de empregos acelerou em ambos os setores.

Os pedidos de bens duráveis e de bens de capital seguem fortes e bem acima do nível pré-pandemia. Os pedidos de bens duráveis subiram no mês de abril em relação ao mês anterior (1,1%), segundo relatório do Departamento do Comércio dos Estados Unidos. Os pedidos de bens de capital (excluindo aeronaves e equipamentos de defesa) também aumentaram no mês (1,4%). Ambos indicam que investimentos seguem sólidos.

O setor imobiliário superou o pior momento, mas a recuperação deve ser lenta. As vendas pendentes de casas ficaram estáveis em abril frente ao mês anterior, depois de um início de ano mais forte, segundo a Associação Nacional de Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês). As vendas de moradias novas subiram 4,1% no mesmo período. As taxas de hipoteca, que tiveram forte aumento ao longo de 2022, permanecem elevadas e têm pesado sobre a atividade imobiliária, que continua fraca quando comparada aos anos anteriores.

Em relatório semanal, os pedidos iniciais de seguro-desemprego continuam em níveis baixos para padrões históricos, em 229 mil na semana encerrada em 20 de maio. Esse dado tem sido revisado para baixo nas últimas semanas depois que fraudes foram identificadas no estado de Massachusetts. Os pedidos de seguro-desemprego continuam indicando um mercado de trabalho aquecido.

A ata da reunião de maio do banco central americano (Federal Reserve – Fed) mostrou membros do comitê de política monetária divididos, mas mais propensos a uma pausa na próxima decisão em junho. Em maio, o Fed subiu os juros em 25 pontos-base, elevando o intervalo da taxa para 5% e 5,25% ao ano. Alguns membros defenderam que mais aperto pode ser necessário para trazer a inflação de volta à meta. Participantes destacaram que a decisão de maio não deve ser interpretada como uma possível redução de juros neste ano ou como um possível fim do aumento de juros.

A comunicação do Fed corrobora nossa visão de que a taxa de juros americana deve permanecer elevada por um longo período. A resiliência da atividade e, principalmente, do mercado de trabalho dos Estados Unidos mantém os salários elevados, tornando a inflação mais persistente. Por este motivo, não esperamos que os juros americanos caiam antes de meados de 2024 – embora o início dos cortes de juros pelo Fed possa ser antecipado caso haja um aperto de crédito mais intenso decorrente do colapso de alguns bancos regionais ou uma crise econômica desencadeada pela falta de acordo sobre elevação do limite da dívida pública. Ambos são eventos de baixa probabilidade.

Europa: inflação alta no Reino Unido

A guerra entre Rússia e Ucrânia está no segundo ano. Mísseis russos continuam sendo lançados principalmente no leste e sul ucraniano. Uma contraofensiva ucraniana deve começar assim que o país receber os armamentos enviados por aliados. A Rússia formalizou acordo com a Belarus para armazenamento de armas nucleares táticas no país.  O conflito segue sem perspectiva de um fim próximo.

Preços das commodities energéticas seguem baixos. Entre os dias 18 e 25 de maio, o preço futuro do petróleo (Brent) ficou praticamente estável, permanecendo próximo de 76 dólares por barril. Em nossa visão, a atividade fraca, em razão de juros elevados, e a manutenção de um dólar em patamar forte, que tende a reduzir o preço em dólar de produtos cotados na moeda americana, devem evitar pressões adicionais no preço do petróleo. O preço do gás natural teve queda de 15% no mesmo período, registrando a maior sequência de semanas em queda desde 2007. A commodity está 70% abaixo da média de janeiro de 2022 (pré-guerra), com fraca demanda, estoques elevados e maior produção de energia alternativa por fontes renováveis, o que continua sinalizando perspectivas melhores de crescimento na região.

A confiança do consumidor vem se recuperando desde o fim do ano passado, com um alívio do preço de energia, mas segue abaixo do nível pré-pandemia.

A atividade continuou robusta em maio, de acordo com as prévias dos índices de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês). O índice composto, que inclui o setor de manufaturas e serviços, continuou elevado em 53,3 pontos, sinalizando expansão pelo quinto mês consecutivo puxada pelo setor de serviços. O índice de manufaturas permaneceu fraco, abaixo de 50, e chegou ao menor nível desde meados de 2020. A divergência entre os índices de manufaturas e serviços pode ser explicada em parte pelo maior preço de gás natural no ano passado que ainda pesa sobre a indústria, que geralmente realiza compras antecipadas de energia.

O PIB da Alemanha foi revisado levemente para baixo no 1T23, tendo contração de 0,3% contra o trimestre anterior. O resultado ocorre depois de um 4T22 também negativo, o que caracteriza uma recessão técnica. Na composição do índice, a queda na demanda doméstica foi o principal contribuidor para contração da economia.

No Reino Unido, a atividade também segue em expansão moderada. A prévia do PMI da região diminuiu 1 ponto para 53,9, com resiliência na expansão de serviços. O índice de manufaturas recuou para 46,9 e de serviços para 55,1. Por dentro dos indicadores, o emprego segue em expansão mais modesta, mas com pressão de salários no setor de serviços. A demanda para indústria permanece fraca, mas resiliente para serviços.

A inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) no Reino Unido segue alta, apesar de ter desacelerado e não estar mais em dois dígitos. O índice subiu 1,2% em abril frente ao mês anterior, com aumento em alimentos e no núcleo da inflação, que exclui alimentos, energia, álcool e tabaco. Em 12 meses, a inflação acumula alta de 8,7% e o núcleo de 6,8%. Com o mercado de trabalho aquecido e inflação persistentemente elevada, acreditamos que o Banco da Inglaterra continuará subindo juros em 25 pontos-base na próxima reunião em junho.

China: sem ajuste de política monetária

O número de casos de Covid-19 pode chegar a 65 milhões por semana até o fim de junho, segundo especialista de saúde local. O aumento de casos recente é inferior ao da última onda em dezembro-janeiro com o fim da política de Covid zero, quando casos subiam em média 37 milhões por dia. Indicadores de mobilidade ainda apontam normalidade da situação.

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) manteve as taxas de juros inalteradas, conforme esperado. A taxa básica de médio prazo permaneceu em 2,75%, pelo nono mês consecutivo. A taxa de curto prazo (LPR 1 ano) está em 3,65% e de longo prazo (LPR 5 anos) em 4,3%, ambas no mesmo patamar desde meados do ano passado.

Em meados de março, o PBoC cortou o compulsório bancário com o objetivo de garantir crédito e apoiar o crescimento econômico, segundo comunicado do Banco na época. Depois de dados de atividade mais fracos em abril, existe a expectativa de mais um corte do compulsório em breve.

Brasil

Focus: projeções de inflação caem com expectativa de preços administrados mais baixos

As projeções para o IPCA apresentaram queda para 2023 (de 6,03% para 5,80%) – provavelmente impulsionadas pelo anúncio de redução no preço da gasolina – e permaneceram estáveis para 2024 (de 4,15% para 4,13%), para 2025 (4%) e para 2026 (4%). Os números esperados para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) subiram para 2023 (de 1,02% para 1,2%), porém contraíram para 2024 (de 1,38% para 1,3%). A taxa Selic segue em 12,5% para 2023, em 10% para 2024, em 9% para 2025 e em 8,75% para 2026. As projeções estão no Boletim Focus, relatório do Banco Central que reúne a expectativa das instituições financeiras em relação aos principais indicadores econômicos do país.

Inflação: IPCA-15 surpreende, mas desinflação deve ser lenta

O IPCA-15 de maio registrou elevação de 0,51%, abaixo da nossa projeção (0,63%) e o consenso de mercado (0,64%). O índice acumula alta de 4,07% na variação em 12 meses, número inferior à alta de 4,16% registrada no mês anterior. A média dos núcleos da inflação calculada pelo Banco Central, uma medida mais limpa da tendência dos preços, veio abaixo do esperado e mostra desaceleração, mas segue em patamar elevado. O índice está em 6,8% em 12 meses. A inflação de serviços, na mesma métrica, está em 6,4% e a de bens industriais em 5,2%. A inflação de serviços sofre com os efeitos da inércia inflacionária e, por isso, deve demorar mais a ceder. Nas nossas projeções, o IPCA acumulado em 12 meses deve atingir seu patamar mais baixo no meio do ano, mas deve encerrar 2023 em 6%. Para 2024, nossa previsão é que a inflação fique em 5,5%.

Setor externo: saldo negativo na conta corrente em abril

A conta corrente registrou déficit de US$ 1,7 bilhão no mês de abril. Considerando o dado com nosso ajuste sazonal, houve déficit de US$ 5,9 bilhões. O saldo foi positivo na balança comercial, porém negativo em serviços e rendas. Em 12 meses, o saldo de transações correntes acumula déficit de 2,8% do PIB. O Investimento Estrangeiro Direto (IED) veio em US$ 3,3 bilhões. Para 2023 e 2024, projetamos déficit de US$ 54 bi e US$ 50 bi para as transações correntes, respectivamente.

Fiscal: novo marco fiscal é aprovado na Câmara

A Câmara aprovou por 372 a 108 votos o texto-base do novo arcabouço fiscal, com rejeição de todos os destaques. Dentre as principais alterações estão uma mudança na regra da despesa do Fundeb (porém, continua dentro do limite), a possiblidade de contingenciar investimentos, mudanças no indexador de investimentos, a inclusão de uma regra “antipedalada” (dispositivo que proíbe exclusões de despesa do cálculo da meta de primário) e a exclusão da aplicação automática de crescimento real de 2,5% da despesa para 2024. O projeto segue agora para o Senado Federal. Rodrigo Pacheco, o presidente da casa, afirmou que espera aprovar até o dia 15 de junho.

Equipe Econômica C6 Bank

Felipe Salles Head
Claudia Moreno Head Brasil
Claudia Rodrigues Head Internacional
Felipe Mecchi Internacional
Heliezer Jacob Brasil

Este relatório foi preparado pelo Banco C6 S.A.

Os números contidos nos gráficos de desempenho referem-se ao passado; o desempenho passado não é garantia de resultados futuros.

Cada analista de Macro Research é o principal responsável pelo conteúdo deste relatório e atesta que:

(i) todas as opiniões expressas refletem com precisão suas opiniões pessoais e eventual recomendação foi elaborada de forma independente, inclusive em relação ao Banco C6 S.A. e / ou suas afiliadas;

(ii) nenhuma parte de sua remuneração foi, está ou estará, direta ou indiretamente, relacionada a quaisquer recomendações específicas realizadas pelo analista.

Parte da remuneração do analista vem dos lucros do Banco C6 S.A. e / ou de suas afiliadas e, consequentemente, as receitas decorrem de transações mantidas pelo Banco C6 S.A. e / ou suas coligadas.

Este relatório foi preparado pelo Banco C6 S.A., uma instituição regulada por autoridades brasileiras.

O Banco C6 S.A. é responsável pela distribuição deste relatório no Brasil.