Leitura de 8 min

Plano de negócio: como montar um modelo para sua empresa?

Para criar um plano de negócios é preciso fazer um levantamento. Este documento é fundamental para abrir, expandir e procurar investidores para seu empreendimento.

Atualizado em

Descubra abaixo a importância de fazer um bom plano de negócios.

Fazer um plano de negócios é um passo importante para quem deseja abrir ou expandir seu empreendimento. Com ele é possível estabelecer um caminho a seguir e assim diminuir sua margem de erro.

Além disso, ele serve como um documento para apresentar a futuros investidores , para análise de expansão de estoque, funcionários e até mesmo para avaliar se existe a possibilidade de abertura de franquias.

Para ajudar sua empresa nesta etapa importante, o C6 Bank desenvolveu este texto. Descubra abaixo quais perguntas responderemos neste post:

  • O que é um plano de negócio?
  • Qual a importância de um plano de negócio para as empresas?
  • Como criar um plano de negócio: passo a passo
  • Como o C6 Bank pode ajudar seu negócio?

Gostaria de aprender mais com conteúdos relacionados a empresas? Saiba mais nos posts abaixo:

O que é um plano de negócio?

O plano de negócios é um documento detalhado sobre objetivos, estratégias, conceitos, diferenciais e pontos fortes e fracos de uma empresa.

Além disso, com ele é possível identificar potenciais clientes, melhorias na administração da operação e prevenir erros futuros. Vale ressaltar que, ele pode ser feito tanto antes da criação de seu empreendimento quanto em algum tipo de expansão, por exemplo.  

Caso você faça o plano antes da abertura de seu negócio, vai ser mais fácil identificar fatores de risco e oportunidades, como concorrente e sazonalidade. Agora ,se você criar depois do negócio estar inaugurado, vai servir como uma base de dados para expansões, estoques e futuros investidores.

Qual a importância de um plano de negócio para as empresas?

O plano de negócio influência diretamente o sucesso de sua empresa. Afinal, com ele, sua ideia vai adquirir mais dados e se tornar algo concreto.  

Além disso, esta organização vai fazer com você pense em todos os detalhes sobre seus produtos, serviços, fornecedores, seus principais concorrentes diretos e indiretos e seus pontos fortes e fracos.  Ele pode ajudar a evitar problemas futuros em áreas como o financeiro, estoque e vendas, por exemplo.

Como criar um plano de negócio: passo a passo

Conheça abaixo como criar um bom plano de negócios para sua empresa.

É possível criar um plano de negócio de diversos jeitos , mas este post vai abordar a forma completa, pois ela traz uma opção de caminho mais detalhado para ser seguido. Descubra abaixo como fazer:

1. Sumário executivo

Esta é a primeira parte do documento, onde você deve citar os principais pontos de seu negócio e o que será abordado ao decorrer do plano. Com a função de um guia geral, deve conter as seguintes informações:

  • Dados da empresa (Nome e CNPJ);
  • O que seu negócio vai executar;
  • Produto ou serviço que serão ofertados;
  • Seu público-alvo e clientes;
  • Análise de concorrência;
  • Fonte de recursos;
  • Forma jurídica;
  • Enquadramento tributário;
  • Dados dos empreendedores (Experiência profissional e o que cada sócio irá fazer);
  • Missão, visão e valores da empresa.

Vale ressaltar que, por mais que o sumário executivo seja a primeira parte do documento, ele deve ser preenchido por último, pois muitas dessas informações só serão descobertas ao decorrer da criação do plano.  


2. Análise de mercado

A análise de mercado ajuda a entender quem são seus clientes e concorrentes, além das principais características do ramo que pretende empreender. Conheça abaixo algumas informações que serão necessárias pesquisar sobre seus consumidores:

  • Características gerais de seus compradores, como gênero, idade, classe social e geolocalização;
  • O que leva os consumidores a comprarem em sua empresa, como qualidade, prazo de entrega e preço;
  • Comportamento do consumidor, como local de aquisição, quanto paga e frequência;

Já para analisar seus concorrentes, levantar as seguintes informações são importante:

  • Quais as principais empresas do mesmo segmento de atuação; e
  • Os pontos fortes e fracos destas organizações.

3. Plano de marketing

O planejamento de marketing deve ter, no mínimo, os “4Ps” bem definidos, considerados um “mix de marketing”.  Dessa forma você vai conseguir atingir seu público-alvo de uma forma mais efetiva e definir quais serão as estratégias de venda para cada produto. Conheça abaixo o que é cada “P”:

Preço

Nesta etapa é necessário precificar seus produtos e serviços para que consiga construir uma boa imagem da marca e gerar uma receita saudável. Para isso, é necessário decidir os seguintes detalhes:

  • Preço de lista;
  • Modelo de cobrança;
  • Variações regionais;
  • Políticas de descontos;
  • Formas de pagamentos.

Produto

O produto é basicamente o que é ofertado pela sua empresa ao público, mas é preciso pensar além nesta etapa, pois é ele que vai trazer consumidores novos, lucros, oportunidades de expansão e até mesmo virar referência de qualidade e um objeto de desejo.

Além disso, é nesta fase que o consumidor vai conseguir enxergar atributos tangíveis e intangíveis. Conheça alguns atributos que vão influenciar este processo:

  • Qualidade;
  • Características e opções (cores e tamanhos);
  • Design do produto e embalagem;
  • Serviços agregados (assistência e garantia).

Praça
A praça é responsável por definir os canais de distribuição e pontos de venda. Com este tópico você deve definir como seu produto vai chegar ao cliente. Descubra abaixo quais são os tópicos que precisam ser levantados:

  • Canais de distribuição;
  • Cobertura de entrega;
  • Ponto de venda;
  • Locais de estoque;
  • Frete e logística.


Promoção
A promoção está diretamente ligada a estratégias para estimular o público-alvo a consumir seu produto. Pense em maneiras de como atingi-lo, criar o desejo e realizar a venda. Alguns exemplos comuns de promoção são:

  • Propaganda;
  • Promoção de vendas;
  • Publicidade orgânica e paga;
  • Merchandising;
  • Blog;
  • Redes Sociais:
  • Influenciadores.

4. Plano Operacional

O quarto passo de seu plano de negócio é definir como a operação de sua empresa vai atuar. Para isso, recomendamos que separe em quatro blocos:

Espaço físico
É preciso analisar como é o espaço físico de sua empresa como um todo e não apenas a decoração. Isso pode ajudar você a otimizar processos e reduzir custos, pois com um espaço físico bem planejado sua funcionalidade é de 100%.

Capacidade instalada

Tenha em mente qual é a capacidade de produção e quantos clientes você consegue atender com sua estrutura. Caso respeite esses limites, provavelmente você vai ter um bom índice de satisfação dos consumidores, pois as chances de atraso de produção e atendimento diminuem.

Processos operacionais

Nesta etapa é preciso definir como sua empresa vai funcionar. Para isso conheça as atividades que precisam ser executadas e defina quem será o responsável por cada uma.

Pessoal

Agora, é necessário escolher quem serão seus colaboradores, quantidade, funções e perfis. Para esta tomada de decisão, leve em consideração seu espaço físico, capacidade instalada e processos operacionais.

5. Plano financeiro

O plano financeiro é uma parte essencial para o sucesso de seu negócio.

O planejamento financeiro é uma das partes mais importantes do plano de negócios, afinal, é com ele que você terá uma dimensão de tudo que envolve dinheiro. Para realizá-lo, é preciso incluir diversos valores, como por exemplo:

  • Despesas, como matéria-prima, fornecedores, domínio e hospedagem em sites, aluguel, marketing e funcionários;
  • Investimentos, como compra de espaço físico e equipamentos;
  • Capital de giro;
  • Estimativa de faturamento mensal.

Como o C6 Bank pode ajudar seu negócio?

O C6 Bank tem diversos produtos para ajudar sua empresa a crescer. Entre eles estão a nossa conta C6 Empresas para Pessoa Jurídica (PJ) e microempreendedor (MEI). Conheça abaixo nossos principais benefícios:

  • Pix gratuito;
  • CDB Cartão de crédito;
  • Múltiplos pagamentos;
  • C6 Conta Global Empresas;
  • Boleto de cobrança;
  • Investimentos em CDB com liquidez diária.

Além disso, uma dica para facilitar seu acesso ao crédito é:

  • Receba o valor das vendas de qualquer maquininha em sua conta C6 Empresas.

Agora que você já sabe o que é um plano de negócios, sua importância e como realizá-lo, já é possível dar o segundo passo e ir atrás de concretizar seu empreendimento com um planejamento bem estruturado.

Quer ler mais conteúdo referente a empresas? Leia o que separamos para ajudar você:

O que está esperando? Abra uma conta C6 Empresas e tenha tudo para seu negócio com uma conta digital, ilimitada e com cartão (sujeito a análise), saques, Pix, crédito e muito mais.

Informações sobre os produtos e serviços do C6 Bank vigentes na data da postagem deste texto. As regras e condições de cada produto e/ou serviço podem ser posteriormente alteradas. Consulte os termos vigentes no momento da contratação pelo app.