Conheça os principais índices de ações do mundo

Ibovespa, Dow Jones e S&P 500 são alguns exemplos de importantes benchmarks do mercado

Atualizado em

Tempo de leitura · 8 min

Publicado em

mãos de homem branco segurando tablet nas mãos à frente de dois monitores de computador com gráficos dos principais índices de ações do mundo

Ibovespa, Dow Jones, S&P 500, FTSE 100, Nikkei 225 – esses são alguns dos principais índices de ações do mundo. Para muitas pessoas, essas siglas podem não fazer sentido – no entanto, para quem deseja conhecer mais o mercado de capitais, é fundamental entender do que elas tratam, pois todos esses índices têm forte impacto em mercados locais e internacionais.

Pensando nisso, o C6 Bank preparou este texto para explicar tudo o que você precisa saber sobre o tema. Você irá aprender:

  • O que é índice de ações?
  • Quais são os principais índices de ações mundiais?
  • Quais são os principais índices da B3?
  • O que é índice Ibovespa?
  • Qual a importância dos índices para os investimentos?

Está começando no mundo dos investimentos? Leia mais sobre outros conceitos importantes:

O que é índice de ações?

Índices de ações são indicadores de referência usados para representar o desempenho e o comportamento do mercado em geral ou de setores específicos dele. Isso é feito através da análise das oscilações de uma carteira teórica de ações composta por empresas que têm algo em comum, seja o setor de mercado, o local em que se encontram ou mesmo seu volume médio de negociações.

O objetivo dos índices, portanto, é analisar a movimentação de determinado recorte do mercado, funcionando como uma espécie de termômetro que indica se aquele nicho está tendo um desempenho positivo ou negativo.

Esses índices são expressos na forma de uma pontuação, que oscila de acordo com a cotação das ações neles contidas. Tome como exemplo o Ibovespa: nele, cada ponto corresponde a R$ 1. Isso significa que, se o Ibovespa fechou a semana com 112.104,15 pontos, é sinônimo de que essa carteira teórica da B3 estava valendo R$ 112.104,15 no momento da cotação.

Quais são os principais índices de ações mundiais?

Existem milhares de índices de ações ao redor do mundo. A seguir, apresentaremos 8 de grande destaque no mercado internacional e doméstico:

Ibovespa

Índice mais famoso do mercado brasileiro, é composto por uma grande variedade de empresas cuja característica em comum é o grande valor de mercado. Falaremos em mais detalhes sobre ele mais na sequência do texto.

Dow Jones

Apesar de ser composto por poucas empresas (apenas 30), tem grande importância graças a dois principais fatores: tradição, considerando que começou suas atividades há mais de um século, em 1896; e o fato de reunir apenas companhias americanas e líderes em seus respectivos mercados. Alguns exemplos são Apple, Microsoft, Coca-Cola, Nike e McDonald’s.

S&P 500

Diferentemente do Dow Jones, o S&P 500 é um índice muito mais abrangente: engloba as 500 maiores empresas listadas dos EUA, de diversos tamanhos e setores. Só isso já bastaria para torná-lo um dos principais benchmarks de ações do mundo – no entanto, é necessário lembrar que a economia americana impacta todo o mundo, o que significa que a influência do S&P 500 alcança investidores muito além das fronteiras dos Estados Unidos.

Além das presentes no Dow Jones, pode-se citar Amazon, Facebook, Netflix, Tesla e Berkshire Hathaway (a empresa de Warren Buffett) como exemplos de empresas que também compõem o S&P 500.

Nasdaq 100

Último índice americano da lista, ele inclui as 100 maiores empresas listadas na Nasdaq, segunda maior bolsa de valores do mundo. As empresas abrangidas pelo índice são majoritariamente do setor tecnológico e precisam ter capitalização de mercado de pelo menos US$ 500 milhões e volume diário de negociação de no mínimo 100 mil ações, como é o caso da Apple, Microsoft, Alphabet (Google), Amazon e Tesla.

FTSE 100

Para além do Atlântico, o mercado de capitais europeu também tem grande importância. O FTSE 100 é exemplo disso, sendo composto pelas 100 maiores empresas listadas na London Stock Exchange, bolsa de valores inglesa. Estão presentes nela companhias como Shell, Unilever, AstraZeneca, Tesco e Rolls-Royce Holdings.

DAX 30

Outro índice europeu, o DAX é composto pelas 30 maiores empresas da Alemanha, e é usado por investidores de todo o mundo para avaliar o desempenho da bolsa de valores de Frankfurt, uma das principais do continente, de forma totalmente digital. Nela, é possível encontrar ações de corporações como Adidas, Allianz, BMW, Volkswagen, Mercedes-Benz e Airbus.

Nikkei 225

Sediado em Tóquio, o Nikkei mede, desde 1950, o desempenho de 225 grandes empresas japonesas listadas na maior bolsa de valores da Ásia. Trata-se de um índice ponderado não por capitalização, mas por preços. Além disso, opera em ienes e tem suas empresas componentes revisadas uma vez por ano. Atualmente inclui companhias como Canon, Casio, Honda, Konami e Mitsubishi.

Hang Seng Index

Também chamado pela sigla HSI, é o principal indicador de desempenho de ações de Hong Kong, e um dos maiores do continente asiático. Embora tenha começado com apenas 33 papéis, esse número dobrou e hoje o HSI é composto por 66 das maiores empresas locais, como é o caso da Lenovo, Xiaomi, Tencent e Baidu.

Quais são os principais índices da B3?

A B3 conta, atualmente, com 23 índices de ações que se dividem em cinco categorias: amplos, setoriais, de sustentabilidade, de segmento e de governança. Confira abaixo quatro dos mais conhecidos no mercado brasileiro de capitais:

  • IBrX 100: como o nome já indica, é um indicador do desempenho médio das cotações dos 100 ativos com maior número de negociações e volume financeiro do Brasil;
  • IBrX 50: segue o mesmo princípio de seu homônimo, com a diferença de ser ainda mais exclusivo, pois reúne apenas os 50 ativos de maior negociabilidade;
  • SMLL: o Índice Small Caps se diferencia de todos os outros que mencionamos ao longo do texto. Isso porque reúne empresas de menor capitalização disponíveis na Bolsa, mas com alto potencial de crescimento.
  • Ibovespa: sendo um dos principais índices de ações da América Latina e do mundo, é também o maior indicador da Bolsa de Valores brasileira.

O que é índice Ibovespa?

O Ibovespa é o principal indicador de referência do Brasil, e é responsável por indicar o desempenho de ações das empresas mais importantes do mercado nacional negociadas na B3. Hoje, corresponde a cerca de 80% do volume financeiro e de negócios do nosso mercado de capitais.

A carteira teórica que o compõe é reavaliada a 4 meses. Atualmente, é composta por 92 ações de 89 empresas diferentes. É possível consultar as empresas listadas de forma atualizada na Carteira do Dia, no site da B3.

As características comuns das empresas com ações no Ibovespa são:

  • Ser parte dos ativos elegíveis que, dentro do período de um ano, representem 85% do índice de negociabilidade, no total;
  • Ter presença em pregão de 95% no último ano; 
  • Ter participação de volume financeiro a partir de 0,1% no mercado à vista;
  • Não ser penny stock (ações que possuem cotações abaixo de R$ 1).

Qual a importância dos índices para os investimentos?

Ao longo do texto, falamos bastante sobre a importância dos principais índices de ações para o mercado. No entanto, eles também têm influência direta sobre investimentos de forma mais individual.

Isso porque, através de sua análise, o investidor poderá tomar decisões mais acertadas a respeito de quais ações comprar ou vender, dependendo das movimentações do mercado e das empresas a que esses papéis se referem.

Além disso, os índices também podem ser usados como benchmark do desempenho da sua própria carteira: se ela estiver com um desempenho mais alto do que o apresentado pelo índice usado como referência, isso significa que você está tendo uma performance acima da média.

Muitos fundos de investimento também buscam replicar a composição de determinados índices. Nesses casos, os indicadores ganham ainda mais importância, pois influenciam de forma direta a rentabilidade do investidor. É o caso dos chamados Exchange Traded Funds, ou simplesmente ETFs.

Esse tipo de ativo é uma ótima de diversificar a carteira. Isso porque, ao comprar um, você está adquirindo uma carteira de investimentos com um portfólio bastante diversificado, na prática. Além disso, outra vantagem considerável é que o rebalanceamento da carteira e o reinvestimento dos dividendos são feitos pelo gestor do fundo, eliminando essa preocupação da vida do investidor.  

E por falar em investimentos, agora que você já conhece melhor os principais índices de ações do mundo, que tal começar a fazer seus aportes? A boa notícia é que o C6 Bank pode ajudar você com isso, através do C6 Invest. Lá, você encontra uma variedade de ações e ETFs atrelados a diferentes índices de referência.

Para começar a fazer seus investimentos com nosso app, siga as instruções abaixo:

  1. Com nosso app aberto, toque em “C6 Invest”;
  2. Na seção “Self-service”, selecione “Renda variável”;
  3. Você poderá consultar, à esquerda da página seguinte, o ticker das ações disponíveis. É possível usar filtros para afunilar suas opções, incluindo um de “ETF”;
  4. Depois de decidir qual papel deseja comprar, a quantidade e se será uma ação ordinária ou preferencial, basta confirmar a aquisição. É possível conferir as taxas cobradas na transação: a taxa da B3 e a taxa de corretagem, que no C6 Bank é zero;
  5. Aí é só enviar a sua ordem de compra para a Bolsa. Quando outra pessoa concordar em vender as ações dela pelas condições que você propôs, a ordem é executada e a ação entra para a sua carteira.

Gostaria de ler outros conteúdos sobre investimentos? Separe alguns minutos para conferir também:

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.