Leitura de 5 min

Existem dívidas boas?

Dívidas boas podem ajudar a trazer retornos maiores no futuro, bem como a se livrar de dívidas ruins

Atualizado em

mulher negra usando roupas brancas sentada sorri enquanto lê livro sobre dívida boa
Uma boa dívida é aquela que traz maiores retornos no longo prazo

Saber diferenciar dívida boa e dívida ruim é muito importante para aprimorar seu planejamento financeiro. Embora estar endividado quase sempre represente algo ruim, é possível pegar empréstimos para transformá-los em dívidas boas, pensando no longo prazo.

Neste post, vamos explicar o que queremos dizer quando falamos de dívida boa, bem como tirar dúvidas a respeito do tema. Serão abordados os seguintes tópicos:

  • O que são dívidas boas?
  • Qual a diferença de dívidas boas e dívidas ruins?
  • Como as dívidas boas funcionam na prática?
  • Como ter dívidas boas e evitar o endividamento em 2022?

Quer ler outros conteúdos relacionados? Veja esses que separamos para você:

O que são dívidas boas?

dívida boa é aquela que vai trazer um retorno financeiro maior do que os juros cobrados, a longo prazo. Alguns exemplos são:

  • Empréstimo para aumentar a capacidade de produção;
  • Financiamento de veículo;
  • Empréstimo para investir em momentos de crise;
  • Novo empréstimo para quitar dívidas com juros maiores.

Em todos esses casos, a premissa é gerar uma pendência no curto prazo a fim de se beneficiar no médio e longo prazos. Para que isso não acabe se tornando uma bola de neve de endividamento, no entanto, é necessário avaliar cada situação com cuidado.

Qual a diferença de dívidas boas e dívidas ruins?

A diferença entre dívida boa e dívida ruim é que a boa é feita pensando em um retorno futuro. Já a ruim é inconsequente, tira dinheiro do seu orçamento e tende a crescer exponencialmente em função dos juros, caso você não consiga pagar. Por exemplo:

  • Compras impulsivas;
  • Viagens mal planejadas;
  • Empréstimos feitos sem atenção, com taxas abusivas;
  • Não pagamento da fatura do cartão.

Esse é o tipo de endividamento com o qual muitas pessoas estão familiarizadas, e que tira o sono de muitos brasileiros – literalmente. De acordo com pesquisa realizada pelo Serasa em parceria com a Opinion Box em 2021, 88% das mulheres e 81% dos homens afirmaram sofrer de insônia ou dificuldade para dormir em função da preocupação com as dívidas.

pessoa loira vista de cima segurando papéis aprendendo a diferenciar dívida boa e dívida ruim
Uma dívida ruim é feita fora do contexto de um bom planejamento financeiro

Como as dívidas boas funcionam na prática?

Ter uma dívida boa é basicamente como trocar uma série de contas com juros altos por uma única dívida com juros que você pode pagar.  

Um exemplo disso é o crédito consignado com desconto em folha. Ao tomar o crédito de forma planejada, será possível pagar as parcelas em dia e organizar a vida financeira.

Outro bom exemplo é o financiamento de um veículo. O carro, se adquirido de maneira estratégica, pode ajudar você a melhorar a logística dos seus negócios, facilitando o deslocamento de itens ou pessoas, além de também trazer mais conforto para o dia a dia.

Não estamos afirmando que é recomendado se endividar para comprar um carro de última geração. O modelo escolhido deve corresponder ao seu orçamento, de forma a não gerar um problema financeiro maior. A função de transporte providenciada por um veículo, no entanto, não pode ser menosprezada. Para empreendedores, por exemplo, é uma forma de aumentar o alcance do negócio, bem como a rapidez no atendimento aos clientes, o que também ajuda a aumentar a geração de receita.

A boa notícia é que o C6 Bank pode ajudar você com isso. Com o C6 Auto, nossa ferramenta de financiamento de veículos de pequeno, médio e grande porte permite que você financie seu carro com taxas competitivas, aprovação rápida e parcelas que cabem no seu bolso.

Basicamente, a proposta de financiamento é enviada para nós, através de um intermediário credenciado. Caso o pedido seja aprovado, as condições são estabelecidas por meio de um contrato e os boletos começam a ser enviados mensalmente para o e-mail cadastrado.

Como ter dívidas boas e evitar o endividamento em 2022?

Para isso, a dica é fazer empréstimos com juros menores a fim de pagar as dívidas com juros altos. A ideia é que, ao se livrar das pendências mais caras com o dinheiro do novo empréstimo, você consiga pagar as mais baratas com maior facilidade já que, na prática, sobrará mais dinheiro do que antes.

Chegamos ao fim deste texto. Esperamos que você tenha entendido o que é dívida boa e dívida ruim, bem como as melhores formas de usar esse conceito a seu favor.

Quer ler mais conteúdos sobre empréstimos? Confira também:

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.