Como juntar dinheiro para casar?

O C6 Bank preparou 12 dicas para ajudar a realizar seu casamento sem apertar o bolso

Atualizado em

Tempo de leitura · 10 min

Publicado em

Como juntar dinheiro para casar?
Como juntar dinheiro para casar?

O casamento é um plano a longo prazo para muitos casais. De modo que, em algum momento, se preparar para juntar dinheiro para casar é um tópico que passa a marcar presença em conversas sobre o futuro da relação.

Por ser um evento marcante na vida do casal, esse momento demanda muita organização, principalmente financeira. Bolo de casamento, vestido de noiva, terno, local, convites e comida são alguns dos gastos comuns para o grande dia. Mas mesmo aqueles casamentos menos tradicionais ou com um número pequeno de convidados podem pesar no orçamento dos noivos caso não seja feito um bom planejamento financeiro.

Pensando em dar dicas para ajudar no arrecadamento para o casamento, o C6 Bank preparou este texto com 12 soluções. São elas:

  1. Harmonia entre o casal para conseguir juntar dinheiro
  2. Planejamento financeiro para o casamento
  3. Quitar todas as dívidas antes de juntar dinheiro
  4. Apostar em listas de casamentos
  5. Ter um orçamento financeiro completo e realista
  6. Fazer alguns cortes nos gastos
    1. Gastos essenciais versus gastos desnecessários
  7. Procurar uma renda extra
    1. O que vender para ganhar dinheiro para casar?
  8. Investir para guardar e fazer o dinheiro render
    1. Onde investir para casar em 1 ano?
    2. Reserva de oportunidade
  9. Aproveitar a Black Friday e ofertas para fazer as compras
  10. Fazer dívidas inteligentes e evitar juros
  11. Usar o cartão de crédito como aliado
  12. Apostar em sites e listas de presentes

Quer ver outros conteúdos sobre o tema? Confira também estes posts:

12 dicas de como juntar dinheiro para casar

Há diversas maneiras de juntar dinheiro para casar e elas vão depender do perfil dos casais, o tipo e tamanho do evento, e até mesmo as dívidas e contas atuais.

Confira a seguir 12 dicas que vão transformar o planejamento financeiro pré-casamento:

1. Para juntar dinheiro para casar o casal precisa estar em harmonia

Juntar dinheiro sozinho é uma ação trabalhosa, mas a dois é um trabalho dividido pela metade e muito mais tranquilo! Então, a primeira dica é: estejam em harmonia.

Fazer um casamento exige um planejamento cuidadoso e muita parceria por parte dos noivos. Por isso, os dois precisam estar em sintonia para conseguir atingir o objetivo de economizar e poupar gastos em conjunto. A chave para tudo isso, sem dúvidas, é o diálogo.

Diferentemente do que dizem, esse momento não precisa ser turbulento ou estressante. Na verdade, seguindo um bom planejamento financeiro é possível que ambos fiquem muito felizes no final, realizando um casamento dos sonhos.

2. Planejamento financeiro para o casamento

Com o orçamento determinado, fazer um planejamento financeiro é essencial para entender como a dupla vai juntar o dinheiro para casar. Será que é preciso mudar alguma coisa para comportar as despesas do casamento?

Aqui, é de extrema importância colocar todos os gastos na ponta do lápis, desde os essenciais aos supérfluos. Assim, é possível planejar os gastos dos meses seguintes e avaliar como a vida financeira está no momento. A partir disso, caso seja necessário, ambos precisam fazer uma reavaliação de como gastar o dinheiro.

Além de organizar as finanças atuais, também faz parte planejar os gastos envolvendo o casamento em si para estabelecer prioridades e entender se o orçamento estabelecido é realista.

3. Antes de juntar dinheiro para casar é importante quitar dívidas

Quitar as dívidas é o passo mais importante e o primeiro do planejamento financeiro. Para começar, o casal precisar mapear os débitos pendentes. Além disso, vale verificar se um dos dois está com o nome negativado. Isso porque, antes de começar a juntar dinheiro é preciso negociar esse montante com os credores.

Todo cuidado é necessário. Não tome nenhuma decisão sem antes analisar os juros e tenha em mente que o cheque especial costuma ser a opção de crédito mais cara disponível.

Se não tiver todo o valor da dívida disponível, o casal pode se organizar para separar um pequeno valor por mês e ir quitando aos poucos.

4. As listas de planejamento podem ser suas melhores amigas

Lista de convidados ou que informam tudo o que o casal quer para o grande dia podem ajudar – e muito. Então, listem tudo. Esse é o momento de sonhar e passar para o papel o que desejam para o dia do casamento.

Por exemplo, flores, cores, tecidos, se a festa será em um sítio ou salão. É importante que nada fique de fora, assim vocês conseguem desenhar o orçamento da melhor forma, o que nos leva ao próximo passo.

5. Um orçamento financeiro completo e realista é essencial

O orçamento é um protagonista quando o assunto é o planejamento de um casamento, principalmente quando estamos falando de como juntar dinheiro.

Nesse momento, os noivos precisam precificar o que foi listado anteriormente e entender quais são os gastos de um casamento. Talvez, ao montar o orçamento, os dois percebam que não é possível arcar com tudo o que desejam ou que precisam de mais tempo para suprir todos os gastos.

Além disso, esse também é o momento de muita pesquisa. Uma dica bônus é comparar preços, qualidade dos produtos e conversar com outros amigos que já realizaram essa celebração. Vale ressaltar que é necessário precificar tudo para possibilitar que um bom planejamento financeiro possa ser criado.

6. Para juntar dinheiro para casar é preciso fazer alguns cortes

Durante a etapa do planejamento financeiro, é necessário entender quais gastos são essenciais e quais são supérfluos e podem ser cortados. Nesse momento, o casal deve entrar em acordo em relação às despesas que serão cortados.

Gastos essenciais versus gastos desnecessários

Gastos essenciais são considerados despesas fundamentais, como aluguel, moradia, contas de água e luz e alimentação. Eles variam de família para família, mas são sempre definidos como despesas que não podem ser deixadas de lado em momentos de emergência ou de cortes.

Os gastos supérfluos, por sua vez, não são fundamentais para o funcionamento das famílias, podendo ser cortados nas emergências. Dentre os principais estão despesas com lazer, roupas e assinaturas de streaming ou revistas.  

7. Renda extra é uma ótima ideia para juntar dinheiro

Se o casal, após quitar as dívidas, fazer o planejamento e o orçamento perceber que o dinheiro não será suficiente para o casamento, pode ser o momento de pensar em uma alternativa para conseguir uma renda extra.

Para isso, vale fazer uma lista com opções que englobam tudo o que o casal sabe fazer e poderia conseguir algum tipo de dinheiro. São inúmeras opções: desde comidas até mesmo a realização de um serviço.  

O que vender para ganhar dinheiro para casar?

Há diversos caminhos para seguir e conseguir arrecadar uma renda extra para o casamento.

A primeira e mais fácil é transformar o seu hobby em uma forma de ganhar dinheiro. Se você, por exemplo, gosta de fazer algum tipo de arte, pode passar a comercializá-lo.

Além disso, se você tem uma grande quantidade de roupas, livros ou objetos decorativos parados no armário, pode organizar um bazar online ou presencial. O melhor: é preciso ter apenas um celular para fotografar os produtos, que podem ser divulgados nas redes sociais.

8. Investir é um bom caminho para juntar dinheiro para casar

Para otimizar as economias do casal, manter o dinheiro aplicado em um produto de investimento pode ser uma boa ideia. Assim, o recurso ficará rendendo e o valor resgatado será maior do que o valor guardado.

No entanto, tome muito cuidado com o produto em que você irá investir. O recomendado vai depender de quanto tempo falta para o casamento.

Além disso, é preciso ter uma atenção em relação ao risco do investimento. Isso porque, deixar o dinheiro guardado para o casamento sujeito a riscos e oscilações pode ser perigoso para o orçamento.

Onde investir para casar em 1 ano?

A dica para fazer o dinheiro do casamento render em pouco tempo é investir em produtos com baixo risco e maior liquidez, formando assim uma reserva de oportunidade que pode ser resgatada de forma rápida. Dentre as principais opções estão:

  • Certificados de Depósito Bancário (CDBs): consistem em empréstimos feitos ao banco, que retornam com o acréscimo de juros após o vencimento. Para este cenário de curto prazo, os mais indicados são os CDBs pós-fixados com liquidez diária;
  • Fundos DI: fundos de investimento de baixo risco que acompanham a taxa do Certificado de Depósito Interbancário (CDI), seu índice de referência. Além disso, tem como vantagem a aplicação mínima inicial baixa.

Todos esses tipos de investimento e muitos outros você encontra no C6 Invest, a plataforma de investimentos do C6 Bank com aporte mínimo de R$ 20.

9. Aproveitar ofertas e Black Friday para compras de casamento

A Black Friday é um ótimo momento para comprar artigos que ficam com preços altos durante o ano ou foram impactados pela inflação de 2022.

Porém para fazer compras conscientes e mais assertivas, a dica é ter uma lista em mãos com tudo o que precisará comprar para o casamento ou para a casa nova.

Vale também estar atento a programas de fidelidades que podem fornecer descontos ainda mais vantajosos.

Para casamentos, a dica é buscar por buffets que ofereçam pacotes completos, com gastronomia, DJ, decoração, iluminação e cerimonialista inclusos. Vale também fazer negociações em épocas populares, como maio, conhecido como o mês das noivas, ou até mesmo na Black Friday.

10. Faça dívidas inteligentes e evite juros

Pode não ser tão fácil evitar as dívidas, por isso a recomendação é trocá-las por dívidas inteligentes.

Segundo o prof. Liao, head de educação financeira do C6 Bank, a dívida inteligente é aquela que vai trazer um retorno financeiro maior do que os juros cobrados.

Um exemplo de uma dívida que pode ser boa é quando um novo empréstimo é utilizado para quitar dívidas com juros maiores. Portanto, se você tem contas em atraso e está pagando multas, pode valer a pena procurar uma linha de crédito com juros menores para conseguir quitar todas as dívidas de uma só vez.

11. Use o cartão de crédito como um aliado

Não tem problema se o casal não conseguiu juntar uma boa quantia para pagar todo o casamento à vista. Vale utilizar o cartão de crédito, mas sempre tomando muito cuidado e evitando o parcelamento com juros ou em grande quantidade.

Há algumas empresas e fornecedores que oferecem descontos para pagamentos feitos no cartão de crédito à vista. Caso precise parcelar, tente evitar um número de parcelas que ultrapasse a data do evento. Além disso, lembre-se de sempre pagar as faturas em dia para fugir dos juros.  

Outra dica é evitar o uso de mais de um cartão de crédito para fazer as compras. Isso pode fazer com que o casal se perca nas finanças com mais facilidade, além de criar uma ilusão de que as contas estão boas.

12. Site e listas de presentes

Os sites e listas de presentes são grandes facilitadores para os noivos e convidados. Além de concentrar todas as informações sobre o evento, também podem ter a lista de presentes, seja ela fictícia ou real.

O casal pode colocar como opções de presentes itens que vão desde produtos para a reforma da casa até passeios para a lua de mel. Caso prefira, também é possível criar presentes “falsos” para receber apenas o valor.

Para escolher, vale analisar qual será o impacto no orçamento. Receber apenas o dinheiro pode ajudar a pagar alguns fornecedores e itens que serão utilizados no próprio casamento. Já optar por ganhar algo relacionado à lua de mel pode ser benéfico e evitar gastos exorbitantes na viagem.

Agora você conhece melhor tudo sobre guardar dinheiro para casar e já pode dar os próximos passos para um dos dias mais especiais na vida do casal. Basta escolher quais métodos serão colocados em prática e partir para a ação.

Gostaria de ler outros conteúdos relacionados ao tema de planejamento financeiro e economias? Confira alguns que selecionamos:

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.