Leitura de 6 min

O que é acionista majoritário e quais as vantagens em ser um?

O acionista majoritário é aquele que conta com pelo menos 50% das ações de uma empresa e exerce um papel de controle e influência sobre os rumos da companhia

Atualizado em

Para ser acionista majoritário, basta que o investidor ou grupo de investidores acumule mais de 50% das ações ordinárias

Ser o acionista majoritário de uma empresa é ocupar um papel muito importante dentro das decisões tomadas por ela. Em muitos casos, esse sócio também acumula a função de controlador, o que significa que sua influência nos rumos da companhia é muito grande.

Já falamos anteriormente aqui no blog sobre os acionistas minoritários e seus direitos. Dessa vez, iremos tirar as suas dúvidas a respeito desse outro tipo de investidor, seus direitos e deveres, bem como a forma de se tornar um. Falaremos dos seguintes tópicos:

  • O que é acionista majoritário?
  • Quem pode ser acionista majoritário?
  • Quais os direitos e deveres do acionista majoritário?
  • Qual a diferença entre acionista majoritário e controlador?
  • Como se tornar um acionista majoritário?

Tem interesse em investimentos? Então você vai gostar dessas matérias que separamos para você:

O que é acionista majoritário?

Acionista majoritário é aquele que possui mais da metade de todas as ações ordinárias – isto é, com direito a voto – de uma empresa. Pode se tratar tanto de um investidor individual que concentre todo esse volume em si quanto de um grupo de acionistas minoritários que se junta para, de forma conjunta, acumular mais de 50% do volume total de papéis ordinários.

Quem pode ser acionista majoritário?

Qualquer pessoa com pelo menos 50% do total de ações da empresa. Nas grandes organizações, com alto volume de negociação na bolsa de valores, o acionista majoritário frequentemente é um investidor sem relação com a corporação.

No entanto, muitas vezes essa posição é ocupada por um membro da alta administração da companhia, ou mesmo pelo CEO – especialmente em negócios de menor porte.

Quais os direitos e deveres do acionista majoritário?

O principal direito de um acionista majoritário é o voto. A diferença em relação a outros investidores com ações ordinárias, no entanto, é o peso: isso porque, nas assembleias de acionistas, quanto mais papéis, maior a influência.

Em função desse maior peso, esse sócio também tem a possibilidade de modificar estatutos da empresa, de acordo com a necessidade ou com os rumos que julgar mais adequados.

Por outro lado, nada disso pode ser feito de forma autoritária. É aí que entram os deveres do acionista majoritário: a transparência é o principal deles, referindo-se ao respeito que se deve ter para com os demais acionistas. Tudo deve ser feito dentro dos trâmites legais, e com a maior clareza de informações possível.

Além disso, esse acionista também é responsável por relatar as reuniões dos conselhos anuais ou extraordinários com antecedência de 10 a 60 dias, bem como pela inclusão dos motivos do encontro.

Por fim, o majoritário também deve zelar pelo cumprimento das normas e das obrigações de outros sócios, prezando sempre bom um ambiente de alta governança corporativa.

Qual a diferença entre acionista majoritário e controlador?

A diferença é que, embora o acionista majoritário muitas vezes seja também o controlador da empresa – isto é, aquele com a maior influência na tomada de decisões –, esse não é necessariamente o caso.

Isso porque pode ser que nenhum investidor acumule mais de 50% das ações ordinárias, o que significaria que ninguém cumpre o critério necessário para ser categorizado como acionista majoritário.

O que costuma acontecer nesses casos são articulações entre acionistas minoritários, como mencionamos anteriormente. A partir da soma de seus volumes acionários e influência, formam-se grupos controladores que, juntos, ganham peso suficiente para assumir uma posição influente dentro das decisões da companhia.

Como se tornar um acionista majoritário?

Não há receita para se tornar acionista majoritário, especialmente no caso de empresas de maior porte. No entanto, uma boa recomendação para quem deseja seguir esse caminho é investir e reinvestir.

Basicamente, ao aplicar em empresas que pagam bons dividendos consistentemente ao longo de um grande período de tempo, depois de alguns meses os dividendos recebidos serão suficientes para que você faça reinvestimentos, eliminando a necessidade de tirar dinheiro do próprio bolso.

Foi o que fez Warren Buffett com a Berkshire Hathaway, empresa hoje conhecida por ser propriedade do bilionário, um dos investidores mais famosos do mundo – mas este nem sempre foi o caso.

Hoje dono da companhia, Buffett começou a comprar ações da Berkshire na década de 60, até um ponto em que detinha tantos papéis que podia exercer o papel de majoritário e controlador. A partir daí, mudou os administradores e começou a controlar a corporação. Em 1970, a adquiriu integralmente – sempre fazendo bom uso dos dividendos recebidos.

Além disso, tenha em mente princípios básicos de investimento, como a compra preferencialmente em momentos em que os preços estão baixos, possibilitando a aquisição de um maior volume de ações.

Nessa jornada, o tempo será seu maior aliado. Além dos dividendos, o efeito dos juros compostos também ajudará a multiplicar seu patrimônio, aproximando o investidor cada vez mais do objetivo de ser um acionista majoritário. Por isso, lembre-se sempre de ter paciência e disciplina com seus investimentos.

Por fim, caso queira começar a sua jornada na compra de ações, pode contar com a nossa ajuda. No C6 Invest, você encontra um grande leque de ações para fazer seus aportes. Você pode adquiri-las dentro do nosso app, através de apenas alguns toques:

  1. Na página inicial do aplicativo do C6 Bank, toque em “C6 Invest”;
  2. Em “Self-service”, selecione “Renda variável”;
  3. Na página seguinte você encontrará, à esquerda, o ticker das ações disponíveis;
  4. Após decidir qual papel deseja comprar, a quantidade e se será ordinário ou preferencial, basta confirmar a aquisição. Ao prosseguir com a compra, você poderá verificar todas as taxas cobradas na transação – a taxa da B3 e a taxa de corretagem, que no C6 Bank é zero;
  5. Por fim, é só enviar a sua ordem de compra para a bolsa. No momento em que outro investidor concordar em vender suas ações pelas condições que você propôs, a ordem é executada e a ação passa para a sua carteira.

Este texto se encerra por aqui. Esperamos ter conseguido explicar, ao longo dos tópicos abordados acima, tudo que você precisa saber sobre a figura do acionista majoritário, bem como diversas informações relacionadas a ele.

Caso queira ler mais textos como esse, não deixe de conferir também:

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.