Leitura de 7 min

Entenda o que são ADRs e como esse tipo de investimento funciona

Para americanos, investir em empresas brasileiras e de outros países é uma estratégia de diversificação. Veja o que significa ADR e como eles podem internacionalizar sua carteira.

Atualizado em

mulher com roupa social pesquisando no ceular o que significa adr
Veja como os American Depository Receipts são interessantes para o investidor americano.

Os American Depository Receipts, mais conhecidos como ADRs, são os recibos de empresas estrangeiras listadas nas bolsas de valores do Estados Unidos. Dessa forma, o investidor americano pode negociar cupons de ações estrangeiras. Digamos, por exemplo, que há um interesse em adquirir ADRs de uma companhia brasileira, o estrangeiro pode consultar a cotação do ADR através de uma instituição americana e seguir a compra.

Esse fluxo de negociações com empresas de fora do seu país de origem é importante na hora de internacionalizar sua carteira de investimentos. Para saber mais sobre a emissão de ADR, esclarecemos algumas das principais questões no assunto. Confira:

  • O que significa ADR?
  • Quais são os tipos de ADRs?
  • Como os ADRs funcionam?
  • ADR paga dividendos?
  • Qual a diferença entre BDR e ADR?
  • Como operar ADRs?
  • Vantagens e desvantagens de investir em ADRs
  • Maneiras de dolarizar a carteira de investimento
  • Como dolarizar seu patrimônio no C6 Bank

Quer saber mais sobre investimentos no exterior? Achamos que esses textos podem interessar:

O que significa ADR?

ADR significa, em tradução literal, Recibo de Depósito Americano. Esses papéis permitem que o investidor americano explore ações do mercado internacional, como as empresas brasileiras.

Esse recibo foi criado para ser uma forma de que companhias estrangeiras consigam figurar fora do seu país de origem. Nos EUA, principalmente de New York Stock Exchange (NYSE), os players têm adquirido papéis de empresas estrangeiras e internacionalizado a carteira.

Quais são os tipos de ADRs?

Os ADRs são divididos em dois tipos principais: os patrocinados e os não patrocinados. Entenda:

  • Patrocinados: são aqueles que a companhia emissora trabalha em parceria com uma outra de sede nos EUA, a “patrocinadora”. Esses recibos são listados em bolsas como Nasdaq e NYSE, por exemplo.
  • Não-patrocinados: como o próprio nome já diz, esses papéis não contam com a ajuda da companhia local. Eles são vendidos de forma autônoma por instituições financeiras que querem negociar nos EUA e não são listadas na bolsa de valores.

Além dos dois tipos, os ADRs também podem ser divididos em níveis:

  • Nível 1: os bilhetes são disponibilizados no mercado de balcão, com preços acessíveis. As empresas não apresentaram muitas informações sobre suas finanças e não precisam lançar novas ações no mercado;
  • Nível 2: listados na Nasdaq, esses ADRs cumprem as exigências da Comissão de Valores Mobiliários americana (SEC, ou Securities and Exchange Comission) e negociam mais bilhetes;
  • Nível 3: no último nível estão os ADRs mais desejados, pois eles estão de acordo com a SEC e negociam ações novas. Dessa forma, cabe à corporação fazer um lançamento de oferta pública na bolsa norte-americana, gerando mais visibilidade e investimento de capital em dólar.

Como os ADRs funcionam?

Ao comprar um ADR, o investidor não está comprando diretamente uma ação. Na verdade, ele adquire um título representativo do ticker, que foi cotado e negociado com o valor em dólar. As ações lastreadas ao ADR, ou seja, as equivalentes ao recibo, estão no país de origem e ficam sob a custódia da instituição financeira onde foi obtida.

Por isso, antes de disponibilizar os ADRs, a casa depositária primeiro compra ações, para em seguida a custodiante manter elas bloqueadas no seu país. Dessa forma, a depositária pode emitir os recibos e distribuir entre investidores.

Ao todo, esses bilhetes vêm com os mesmos benefícios que acionistas recebem ao comprar no mercado nacional.

ADR paga dividendos?

Sim, investidores do bilhete têm direito aos proventos da empresa de capital aberto, assim como os acionistas do próprio país. Logo, dividendos e juros sobre capital devem ser pagos e, naturalmente, em dólar americano. No entanto, incidem tarifas iguais às de ações, e o governo da empresa emissora pode reter impostos na fonte.

Qual a diferença entre BDR e ADR?

A diferença entre BDR e ADR é o país onde os recibos são negociados. Os ADRs representam bilhetes negociadas nas bolsas de valores americanas para empresas de fora dos Estados Unidos.

Os Brazilian Deposit Recepits (BDRs) por sua vez são os bilhetes de empresas estrangeiras negociadas no Brasil. Eles são regulados pela CVM e vendidos por instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central.

Como operar ADRs?

Para adquirir os bilhetes, é preciso operar na bolsa de valores americana, com uma conta internacional ou nos EUA. Através de uma transferência internacional de dinheiro, o investidor pode selecionar as companhias que avaliar mais valiosas e diversificar sue portfólio no aspecto mundial. Após cada operação, vale lembrar que podem ser cobradas tarifas e ainda o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 0,38%.

Os ADRs são negociados principalmente por investidores do Estados Unidos – ou aqueles que operam no mercado americano. No entanto, como o setor financeiro do país é muito atrativo, acontece de instituições e pessoas estrangeiras também irem atrás de comprar os recibos.

Vantagens e desvantagens de investir em ADRs

Ao comprar ADRs, o investidor brasileiro está buscando uma expansão de fronteiras para sua carteira, para ganhar não apenas “em casa”, mas também com empresas internacionais.

Outra utilidade para ele é aproveitar as flutuações de ações da bolsa brasileira – que posteriormente refletem nos ADRs – e buscar lucros ou preços mais baixos antes da atualização dos preços.

Para o investidor americano, a vantagem dos ADRs é justamente investir em empresas estrangeiras pagando na sua própria moeda e sem precisar abrir uma conta internacional. Assim, ele pode buscar uma diversificação de portfólio, ao mesmo tempo que elimina burocracias. Nesse aspecto, para investidores brasileiros é mais vantajoso alocar em BDRs e para americanos, nos ADRs.

Contudo, uma desvantagem é que nem todas as empresas estão listadas como ADRs ou BDRs. Algumas sofrem para enfrentar os custos de entrar no mercado americano.

Maneiras de dolarizar a carteira de investimentos

Se você está buscando dolarizar sua carteira de investimentos, os ADRs podem ser uma maneira interessante. Porém existem muitas outras que você também pode explorar e analisar quais trarão melhores lucros. Algumas sugestões são:

  • Fundos de investimento: Uma forma prática de investir em papéis estrangeiros é através das cotas de fundos. Nessa modalidade de investimento, os iniciantes no mercado têm o conforto de um gestor para alocar o patrimônio e diversificar sua carteira;
  • ETFs: os Exchange Traded Funds (ETFs) ou fundos de índice são uma modalidade que se apoia no benchmark de índices americanos (como S&P 500 e Dow Jones) para valorizar. Eles estão disponíveis na B3;
  • BDRs: como mencionado, os recibos representam as grandes empresas listadas nas bolsas de valores dos EUA e surfar com valorizações;
  • Conta internacional: Uma alternativa interessante para dolarizar sua carteira é através de uma conta no exterior. Se isso já foi difícil no passado, essas barreiras foram quebradas, com menos burocracias para abertura e redução de custos de conversão do dólar.

Como dolarizar seu patrimônio no C6 Bank

Muitos investidores decidem investir no exterior graças a alguns fatores, como:

  • Economias mais maduras e de menor risco;
  • Diversificação geográfica;
  • Exposição a diferentes setores;
  • Balanceamento da carteira;
  • Maximizar o retorno.

Pensando nisso, o C6 Bank desenvolveu uma solução descomplicada para aqueles que desejam a conta internacional: o C6 Global Invest. Nele, a pessoa pode começar a aplicar com a partir de US$ 100, diretamente através do app bancário do C6 Bank.

Os produtos financeiros disponíveis são diversos: ADRs, BDRs, ações, ETFs, fundos e muito mais. Além disso, você conta com os serviços de uma assessoria especializada, para ajudar a montar a carteira mais adequada ao seu objetivo e seu perfil de investidor. Isso tudo com a vantagem tributária de um spread de câmbio de 1,0% e IOF de 0,38%, apenas pagando o imposto de renda no retorno do dinheiro ao Brasil.

Agora que você já sabe o que é ADR e como esses recibos podem diversificar sua carteira de investimentos com empresas estrangeiras, pode começar a buscar lucros fora do país. Bons investimentos.

Veja outros conteúdos sobre investimentos no exterior:

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Informações sobre os produtos e serviços do C6 Bank vigentes na data da postagem deste texto. As regras e condições de cada produto e/ou serviço podem ser posteriormente alteradas. Consulte os termos vigentes no momento da contratação pelo app.