• Início
  • Seu Bolso
  • Dólar: história, curiosidades e importância para a economia global 

Leitura de 12 min

Dólar: história, curiosidades e importância para a economia global 

O dólar é uma das mais importantes moedas do mundo. Neste post, você poderá entender mais sobre sua história e importância

Atualizado em

O dólar é uma moeda usada como referência em todo o mundo.

O dólar americano é uma das moedas mais importantes de todo o mundo. Além de ser a que circula nos Estados Unidos, a maior economia do planeta, ele é tido como referência ao redor do globo, por influenciar diversos mercados e o desempenho de uma série de investimentos, com valor decisivo para várias transações comerciais. 

Por isso, o C6 Bank preparou este post a fim de trazer todas as informações que você precisa para tirar as suas dúvidas sobre essa moeda.  

Descubra quais serão os tópicos abordados: 

  • O que é o dólar? 
  • Quando o dólar foi criado? 
  • Quais são as notas de dólar? 
  • Quais são os símbolos e personalidades estampados nas cédulas? 
  • O que está escrito nas notas de dólar? 
  • Quais as características dos centavos de dólar? 
  • Como o dólar se tornou uma das moedas mais importantes? 
  • Quais países usam o dólar? 
  • Qual a relação do dólar com a inflação? 
  • O que é cotação do dólar? 
  • Qual a diferença entre dólar turismo e dólar comercial? 
  • Como comprar dólar? 
  • Como investir em dólar? 

Leia outros posts sobre o tema que também podem ajudar: 

O que é o dólar? 

Embora utilizemos o nome “dólar” para fazer referência à moeda americana, ele representa uma série de moedas adotadas por diferentes economias ao redor do mundo, seja ele seu dinheiro oficial ou paralelo, ou seja, que circula junto à moeda nacional.  

Quando o dólar foi criado? 

O dólar foi criado e instituído como unidade monetária padrão americana a partir da Lei da Moeda aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos em abril de 1792. Até aquele momento, as transações comerciais da região usavam amplamente o real de a ocho, moeda hispano-americana cunhada pelo Império Espanhol. 

Já como nação independente, no entanto, os EUA se viram diante da necessidade de estabelecer uma moeda e um processo de cunhagem próprios, a fim de reafirmar sua autonomia em relação às metrópoles da época. 

O real de a ocho, por sua vez, foi criado a fim de corresponder aos thalers alemães. Tratava-se de uma moeda feita com a prata extraída das minas da cidade de Joachimstal, tendo ficado conhecida como joachimstaler – ou, na versão mais curta, thalers. Com a imigração de alemães para os Estados Unidos, não demorou para que a pronúncia fosse se transformando até chegar ao termo inglês “dollar”. 

Por conta dessa inspiração, a moeda hispano-americana ficou conhecida como “dólar espanhol”. O dólar americano, por fim, manteve o nome em função de sua já larga utilização na época. 

Quais são as notas de dólar? 

Atualmente, existem três tipos de cédulas de dólar em circulação que variam entre os valores de 1, 2, 5, 10, 20, 50 e 100 US$. São elas: 

  • Dólar de rosto pequeno: fabricas até 1996 e sua principal característica é o rosto menor que está dentro de uma elipse; 
  • Dólar de rosto grande: fabricadas entre 1996 e 2013, apresentam um busto maior também dentro de uma elipse; 
  • Notas azuis: possuem uma fita azul na parte frontal e uma tonalidade diferente para evitar a falsificação das notas.  

Quais são os símbolos e personalidades estampados nas cédulas? 

Cada uma das cédulas de dólar americano conta com diferentes símbolos e personalidades em suas faces, para homenagear pessoas e pontos importantes da história dos EUA. 

Nota de um dólar 

A nota de um dólar é a mais repleta de simbolismos. No centro da sua parte frontal, há a imagem do primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington. Já do outro lado da cédula, há uma série de símbolos, conheça alguns: 

  • Águia: à direita, é possível ver uma águia, animal símbolo dos EUA, segurando um ramo de oliveira em uma pata e 13 flechas na outra. O significado diz respeito ao poder da paz e da guerra, respectivamente; 
  • Pirâmide: a pirâmide é um símbolo usado há centenas de anos para representar força e longevidade. No caso da nota de um dólar, vê-se que o topo está separado do corpo da pirâmide, o que representa o Estado sempre em construção. Na base, o número romano MDCCLXXVI faz referência ao ano da independência do país, 1776; 
  • Número 13: esse número está presente em uma série de detalhes da nota de um dólar e faz referência às treze colônias que formaram a nação americana. 

Adicionalmente, há símbolos ligados à produção das cédulas, como o Selo do Federal Reserve, autoridade monetária dos Estados Unidos. Esses geralmente são usados para indicar onde a nota ou moeda foi produzida, bem como para atestar sua legitimidade. 

Outras cédulas 

As outras notas não contam com tantos simbolismos, mas trazem diferentes personalidades históricas, de acordo com a lista a seguir: 

  • 2 dólares: Thomas Jefferson, principal autor da declaração de independência dos Estados Unidos; 
  • 5 dólares: Abraham Lincoln, décimo sexto presidente americano e responsável por liderar os EUA durante a Guerra de Secessão (também conhecida como Guerra Civil Americana) e abolir a escravidão no país; 
  • 10 dólares: Alexander Hamilton, criador do Primeiro Banco dos Estados Unidos e primeiro Secretário do Tesouro do país; 
  • 20 dólares: Andrew Jackson, sétimo presidente americano e um dos maiores responsáveis pela criação do Partido Democrata; 
  • 50 dólares: Ulysses S. Grant, décimo oitavo presidente americano e general que ajudou a liderar o exército da União na vitória contra os Confederados na Guerra de Secessão; 
  • 100 dólares: Benjamin Franklin, importante estudioso e um dos líderes da Guerra de Independência dos EUA. 

Quais as características dos centavos de dólar? 

As moedas de dólar americano também contam com símbolos e características próprias. Elas seguem os seguintes padrões: 

  • 1 centavo: também chamada de penny, traz a efígie de Abraham Lincoln em um lado e um desenho do Escudo da União no outro; 
  • 5 centavos: conhecida como nickel, traz Thomas Jefferson no anverso e um desenho do Monticello, palácio americano, no inverso; 
  • 10 centavos: o famoso dime, conta com desenhos de Franklin D. Roosevelt e de uma tocha com um ramo de carvalho e um de oliva; 
  • 25 centavos: o quarter, por sua vez, traz o perfil de George Washington em uma face. A outra muda seu desenho de tempos em tempos, apresentando cinco ao longo de um ano; 
  • 50 centavos: o half-dollar apresenta os desenhos de John F. Kennedy e do Selo Presidencial; 
  • 1 dólar: por fim, a dollar coin exibe em uma face o perfil da índigena ameircana Sacagawea com seu filho, Jean Baptiste Charbonneau. Do outro lado, apresenta gravura que muda uma vez por ano. 

Como o dólar se tornou uma das moedas mais importantes? 

O dólar ganhou protagonismo principalmente a partir da segunda metade do século XX, após o fim da Segunda Guerra Mundial. 

Após a vitória junto aos aliados, os EUA emergiram do conflito como principal economia mundial e em posição de dominância em contraste com uma Europa devastada. 

Nesse sentido, a assistência dos americanos foi essencial para a reconstrução dos países mais afetados, e seus produtos e moeda ganharam grande espaço no mercado internacional. 

Por conta disso, o dólar acabou ganhando um caráter internacional em função de sua circulação cada vez mais alta.  

Quais países usam o dólar? 

Atualmente, 35 países usam o dólar. Entenda: 

Países que usam o dólar estadunidense 

  • El Salvador; 
  • Equador; 
  • Estados Federados da Micronésia; 
  • Estados Unidos; 
  • Ilhas Marshall; 
  • Palau; 
  • Timor-leste. 

Demais territórios que usam o dólar 

País Moeda 
Austrália e Nauru Dólar australiano 
Antígua, Barbuda, Dominica, Granada, Santa Lúcia, São Cristóvão e Névis, São Vicente e Granadinas Dólar do Caribe Oriental 
Barbados Dólar barbadense 
Bermudas Dólar das Bermudas 
Brunei Dólar de Brunei 
Bahamas Dólar baamiano 
Belize Dólar de Belize 
Canadá Dólar canadense 
Fiji Dólar de Fiji 
Guiana Dólar guianense 
Hong Kong Dólar de Hong Kong 
Kiribati Dólar australiano e dólar Kiribati 
Libéria Dólar liberiano  
Namíbia Dólar da Namíbia 
Nova Zelândia Dólar neozelandés 
Ilhas Salomão Dólar das Ilhas de Salomão 
Singapura Dólar de Singapura 
Suriname Dólar do Suriname 
Trinidade e Tobago Dólar de Trindade e Tobago 
Tuvalu Dólar de Tuvalu e dólar australiano 
Taiwan Novo dólar taiwanês 
 

Qual a relação do dólar com a inflação? 

Oscilações do dólar podem gerar inflação no Brasil e em outros países por conta da grande quantidade de produtos importados dos EUA e por um aumento generalizado no custo de commodities, por exemplo. 

Isso porque, por esse tipo de comercialização ser feita em dólares, qualquer desvalorização na moeda brasileira frente à americana pode tornar produtos importados mais caros, independentemente seu grau de complexidade. Isso serve tanto para produtos que necessitam de insumos importados para serem fabricados, como os carros ou eletrônicos, quanto para itens básicos como alimentos. 

A consequência disso é que, para compensar o gasto extra da importação, muitos produtores e indústrias preferem negociar no mercado exterior, em função da desvalorização da moeda local. Consequentemente, com a maior escassez de itens no mercado nacional, a lei da oferta e da demandafaz com que os preços desses produtos subam ainda mais, agravando o cenário de inflação. 

O que é cotação do dólar? 

A cotação do dólar é o nome dado à equivalência entre a moeda americana e outra unidade monetária. Hoje, 10 de maio de 2024, ela aponta que 1 dólar americano é igual a 5,13 reais brasileiros.  

Qual a diferença entre dólar turismo e dólar comercial? 

A diferença entre essas duas categorias é que, enquanto o dólar turismo é usado por pessoas físicas para comprar cédulas, o dólar comercial é utilizado em transações entre instituições financeiras ou empresas. 

Isso acontece porque esse tipo de operação é feita com o dólar comercial e tende a movimentar volumes muito maiores de dinheiro, o que dificultaria a realização em dinheiro vivo. A solução encontrada, portanto, foram as transferências de crédito.  

De forma geral, o dólar turismo é mais caro porque, diferentemente do comercial, sua cotação leva em consideração custos administrativos diretamente ligados à logística de fabricação e transporte das notas e cédulas, bem como ao funcionamento das casas de câmbio. 

Como comprar dólar? 

Para comprar o dólar turismo, basta buscar uma casa de câmbio, banco ou plataforma especializada. Vale ressaltar, no entanto, que essa modalidade é mais cara, o que significa que uma cotação desfavorável terá maiores impactos sobre o seu bolso. 

Embora não exista limite para os valores que podem ser comprados de uma só vez, o recomendado é fazer a aquisição por partes. Dessa forma, você consegue aproveitar eventuais baixas na cotação, pagando menos para fazer a conversão. 

A boa notícia é que o dólar comercial pode ser comprado por pessoas físicas aqui no C6 Bank, com a C6 Conta Global.  Com ela, você consegue fazer o câmbio do valor desejado a qualquer hora do dia, na palma da sua mão, com facilidade e rapidez. 

Para enviar o dinheiro da sua conta corrente do C6 Bank em reais para sua C6 Conta Global em dólares comerciais, siga as instruções abaixo: 

  1. Na página inicial do nosso app, toque em “Todos” no menu de acesso rápido; 
  1. Selecione “C6 Câmbio”; 
  1. Em “Origem”, toque na bandeira do Brasil; 
  1. No campo “Destino”, escolha a bandeira da Conta Global desejada – nesse caso, dólar; 
  1. Por fim, toque em “Cotar”, depois em “Transferir” e siga as instruções apresentadas. Após a execução do câmbio, o valor cotado ficará disponível no saldo da sua Conta Global. O valor do spread da C6 Conta Global Dólar varia entre 0,90% a 0,75% na modalidade Pessoa Física, e há uma incidência de 1,1% do IOF. 

Importante: a taxa de spread pode sofrer alterações, sempre verifique as condições vigentes no app no momento da transação. 

Além disso, na Mesa de Câmbio do C6 Bank, você encontra tudo o que sua empresa precisa de produtos de câmbio, trade finance e derivativos.  Conheça alguns dos nossos serviços:  

  • Câmbio Pronto: compre ou venda moeda estrangeira com pagamento em até 2 dias úteis e atendimento via WhatsApp para valores de até US$ 50 mil ou equivalente em outras moedas. Disponível para as principais moedas do mercado;   
  • Câmbio Futuro: trave a taxa de câmbio em até 100% do valor de sua operação no momento de contratação. Válido para importação, exportação e operações de natureza financeira;   
  • Trava de Câmbio: proteção cambial para as exportações da sua empresa sem incidência de IR e IOF. Fixe a taxa de câmbio em até 100% do valor da operação (sujeito a análise).   

Ainda, sua empresa pode contar com linhas de crédito exclusivas para apoiar as operações de comércio exterior e/ou capital de giro.   

Como investir em dólar? 

Os investimentos em moedas estrangeiras apresentam vantagens. Além de serem importantes para quem deseja diversificar o próprio portfólio – afinal, sua rentabilidade não estará atrelada a um único índice ou produto – ajudam a proteger a carteira em momentos de instabilidade, especialmente no caso de moedas fortes como o dólar. Em ambos os casos, você vai precisar abrir uma conta no exterior

Foi pensando nisso que o C6 Bank criou o C6 Global Invest, serviço de intermediação fornecido pela agência no exterior do C6 Bank. Com ele, você tem o acesso para produtos de grandes gestoras internacionais, com aportes que podem ser realizados diretamente pelo aplicativo do C6 Bank a partir de uma mensalidade de US$ 10 por mês. 

No C6 Global Invest, você encontra fundos de investimentos (mutual e hedge funds), bem como produtos de renda variável (ações, ADRs, ETFs e REITs) disponíveis no mercado exterior em importantes bolsas de valores como a NYSE e a Nasdaq. O investidor pode começar com um aporte mínimo de a partir de US$ 100 e prosseguir com este valor para as aplicações seguintes. 

Chegamos ao final deste post. Esperamos ter tirado as suas dúvidas sobre o dólar e sua importância. 

Agora, aproveite para ler também: 

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app. 

Informações sobre os produtos e serviços do C6 Bank vigentes na data da postagem deste texto. As regras e condições de cada produto e/ou serviço podem ser posteriormente alteradas. Consulte os termos vigentes no momento da contratação pelo app.