Leitura de 9 min

Como fazer um balanço financeiro anual da sua empresa?

Nosso head de educação, prof. Liao, dá dicas para facilitar a execução do balanço financeiro de final de ano. Saiba mais

Atualizado em

Casal sentado em frente a papéis sobre o balanço financeiro
O balanço financeiro é indispensável para o funcionamento das empresas.

Com a chegada de um novo ano, é hora de analisar como foi o funcionamento da sua empresa. Provavelmente você tem uma ideia de quais foram os momentos de melhores vendas, dos desafios enfrentados, se houve lucro ou até mesmo prejuízo. Porém, para deixar tudo registrado, é essencial fazer o balanço financeiro anual do seu negócio.

Além disso, segundo a lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, é um dever por parte das organizações S.A. divulgar as demonstrações contábeis ao final do ano aos sócios, acionistas, governo, investidores e outros usuários aos quais essas informações possam ser importantes.

O balanço empresarial financeiro é indispensável a todas as sociedades anônimas, mas também muito útil às demais. É somente através dele que os proprietários poderão fazer uma análise precisa da performance do negócio e, assim, perceber quais as melhorias que devem ser feitas, se é possível diminuir o orçamento e até mesmo qual o produto/serviço mais lucrativo.

Pensando em resolver todas as dúvidas em relação ao balanço de fim de ano, o C6 Bank preparou este texto. Nele, você vai encontrar as respostas para as seguintes perguntas:

  • Por que o balanço de fim de ano é importante?
  • O que considerar na hora de fazer o balanço anual da empresa?
  • Qual a situação da empresa?
  • Entenda o que são: ativos, passivos e patrimônio líquido
  • Como fazer o balanço financeiro da empresa para planejar o ano seguinte?
    1. Organize as informações em uma planilha
    2. Contabilize ativos e passivos
    3. Calcule o patrimônio líquido
    4. Analise os resultados obtidos e projete cenários distintos
    5. Entenda quais serão as principais obrigações fiscais e financeiras
    6. Avalie os pontos altos e baixos do ano
    7. Crie uma lista de aprendizados para o ano

Essa matéria faz parte do C6 Educa, uma série de conteúdos educacionais para empresas que o C6 Bank está desenvolvendo, com dicas do professor Liao, head de educação do C6 Bank. Além dela, publicaremos vários outros textos sobre conceitos e práticas importantes para o seu negócio. Leia algumas delas que separamos para você:

Por que o balanço de fim de ano é importante?

Como pensar em planejar o futuro de um negócio sem olhar tudo o que aconteceu no passado financeiro dele? Antes de “olhar pra frente” é necessário aprender “olhando pra trás” e, então, constatar a importância do balanço da empresa de fim de ano.

Mulher segurando um papel e olhando o computador com dicas de como fazer balanço financeiro da empresa
O balanço financeiro auxilia na construção de metas realistas.

É com ele que é possível analisar bons investimentos, estratégias que não tiveram sucesso, picos de produtividade, produtos com ótima conversão em vendas e o saldo financeiro da empresa. Somente com essa análise você conseguirá entender os próximos passos como, por exemplo, se é necessário fazer cortes em matéria-prima ou ainda se há a possibilidade de investir em melhorias e novos funcionários.

Portanto, ao mesmo tempo que o balanço financeiro é usado para cumprir com obrigações legais, ele também serve para construir metas realistas para o ano que se inicia.

O que considerar na hora de fazer o balanço anual da empresa?

Há diversas características que devem ser levadas em consideração na hora de fazer o balanço anual da empresa, como a situação financeira atual do negócio e os tipos de gastos. Para facilitar o entendimento, veja nossa explicação a seguir.

Mulher dentro do estoque de uma loja fazendo o balanço anual da empresa
Veja a seguir nossas dicas de o que considerar na hora de fazer o balanço financeiro.

1. Qual a situação da empresa?

Entender a situação da empresa vai muito além do que acompanhar o dia a dia da produção e o fluxo de caixa. É basicamente ter em mãos o balanço patrimonial, que é um documento detalhado com a situação atual do patrimônio por meio do registro de bens, valores, obrigações e situações.

Saiba aqui mais informações relacionadas ao balanço patrimonial da empresa.

2. Entenda o que são: ativos, passivos e patrimônio líquido

Ativos

Os ativos são direitos da empresa, os bens com alguma possibilidade de trazer retorno financeiro como, por exemplo, os produtos que ficam disponíveis no estoque para vendas. Porém, vale reforçar que há dois tipos de ativos: circulante e não circulante.

Dentre os primeiros estão contemplados os  recebimentos com notas emitidas em até um ano, enquanto os não circulantes precisam de mais de um ano para serem transformados em valores, como é o caso dos investimentos de longo prazo.

Passivos

Os passivos são tudo aquilo que precisa ser pago, as obrigações da empresa, como as despesas, dívidas e financiamentos. Eles também podem ser divididos em circulantes e não circulantes, sendo os primeiros referentes a valores a pagar em até um ano e, os outros, relacionados a quitações mais prolongadas, que ultrapassam 12 meses.

Patrimônio líquido

O patrimônio líquido nada mais é que o capital pertencente aos donos da empresa, consistindo na diferença entre os ativos e os passivos. É muito importante que esse número esteja sempre atualizado para que você, empreendedor, saiba medir a riqueza do seu empreendimento.

Como fazer o balanço financeiro da empresa para planejar o ano seguinte?

Fazer o balanço financeiro no final de ano não tem que  ser motivo para  “dor de cabeça”. Por isso, a dica é contabilizar os números no decorrer do ano e fazer a conferência no fechamento do mês. Agindo dessa maneira, para ter o balanço final é necessário somente  reunir todos os números em um único  documento.

Pessoas segurando papel e pesquisando no computador sobre o balanço de fim de ano
Veja a seguir como fazer o balanço financeiro da empresa.

Veja a seguir algumas dicas que separamos para facilitar todo esse processo:

1. Organize as informações em uma planilha

Você é daqueles que gosta de escrever todas as entradas e saídas da empresa em um papel? Ou prefere soluções mais tecnológicas como as planilhas e softwares? Recomendamos a segunda opção, pois ela garante que suas informações não se percam perdidas, além de trazer fórmulas especiais que podem facilitar na hora dos cálculos.

2. Contabilize ativos e passivos

Com a planilha desenvolvida, dirija-se ao estoque de sua empresa (se houver) para entender a quantidade de produtos que ainda tem disponível para venda. Além disso,  procure discriminar as suas dívidas futuras e atuais. Tudo deve ser listado, incluindo até mesmo datas de vencimento dos produtos e a quantidade de parcelas de um financiamento.

3. Calcule o patrimônio líquido

Se você seguiu a dica mencionada anteriormente e contabilizou o patrimônio líquido ao final de cada mês, vai ficar mais fácil fazer a conta anual. Caso precise fazer a contabilização do zero, é só seguir esta fórmula: A (ativos) – P (passivos) = PL (patrimônio líquido). Dessa maneira você terá uma visão ampla da empresa e de tudo com o que pode gastar.

4. Analise os resultados obtidos e projete cenários distintos

Esse é o momento de sentar e entender todas as estratégias desenvolvidas para o negócio no decorrer do ano. É hora de analisar, entre outros fatores, quais produtos deram certo e venderam mais, quais não fizeram tanto sucesso, onde há possibilidade de diminuir os custos de produção. Dessa forma, você conseguirá projetar novos cenários para o ano que está se iniciando.

“Caso o seu negócio tenha um contador, este não está aí apenas para montar o balanço. A pessoa pode ser uma ótima fonte de informações e um especialista que conhece outros aspectos do seu negócio para trocar ideias”, recomenda o Prof. Liao.

Mulher no telefone pesquisando no computador informações sobre o balanço de fim de ano
Para facilitar a criação do balanço financeiro, tenha em mãos as principais obrigações fiscais e financeiras da empresa.

5. Entenda quais serão as principais obrigações fiscais e financeiras

Se você tem dívidas, financiamentos e outras contas obrigatórias a pagar, é o momento de verificá-las e considerar se é possível diminuí-las. Caso tenha algum dinheiro guardado, pode tentar amenizar as dívidas ou pagar parte do financiamento. Dica: agora é o momento de analisar se todas as suas obrigações fiscais fazem sentido e se há possibilidade de cortar algum gasto.

6. Avalie os pontos altos e baixos do ano

Teve algum momento do ano que as vendas alavancaram? E houve algum período de estagnação? É preciso entender o que pode ter incentivado esses dois cenários de maneira a encontrar soluções para que os bons resultados se repitam, evitando que seus produtos fiquem parados por muito tempo e, assim, percam valor.

“A sazonalidade do negócio sempre merece atenção, pois tende a afetar bastante o fluxo de caixa e a necessidade de capital de giro do negócio”, alerta o professor.

7. Crie uma lista de aprendizados para o ano

Pegue um papel e separe de um lado tudo o que deu certo ao longo do ano e do outro tudo o que poderia ser melhorado. Dessa forma, você conseguirá fazer uma análise para entender se há um padrão no comportamento de vendas e onde é possível fazer ajustes.

Agora, você já sabe como fazer o balanço financeiro do ano anterior e tudo o que precisa ser levado em consideração para ter  êxito. Além disso, pode compreender  como preparar o seu negócio para a chegada de um novo ano, pensando sempre em aumentar as vendas e fazer o seu empreendimento crescer.

Gostaria de ler outros conteúdos relacionadas às empresas? Descubra o que separamos para você:

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.