Leitura de 3 min

CDB vs. Poupança: veja quem rende mais com a alta da Selic

Educador financeiro do C6 Bank compara opções de investimentos de renda fixa

Atualizado em

mulher branca explicando cdb vs poupança em uma mesa de reunião

Na primeira quarta-feira de maio, 4, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) elevou a taxa básica de juros do Brasil pela décima vez consecutiva. Com o novo aumento de um ponto percentual, a taxa Selic saltou de 2% ao ano em março de 2021 para os atuais 12,75% ao ano.

Como essa mudança afeta a sua vida financeira?

Relacionadas:

CDB vs. Poupança: entenda a mudança de cenário

A mudança abrupta de cenário levou muitos investidores a repensar a distribuição de suas carteiras de investimentos, pois a alta dos juros favorece a renda fixa. “Muitas aplicações de renda fixa têm sua rentabilidade atrelada à Selic e, por isso, ficaram mais atrativas nos últimos meses. Com isso, muitos investidores perceberam que não precisavam se expor tanto à volatilidade da renda variável para obter bons rendimentos”, afirma Liao Yu Chieh, educador financeiro do C6 Bank.

Mas nem todos os investimentos de renda fixa são iguais. A poupança, por exemplo, fica ainda mais prejudicada no comparativo com outras opções de renda fixa quando os juros estão altos como agora. Liao explica que isso acontece porque a rentabilidade da caderneta é calculada de duas formas. “Quando a taxa Selic está abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança é de 70% da taxa Selic + TR (Taxa Referencial), que atualmente está em torno de 0,05% ao mês. Já quando a Selic está acima de 8,5% ao ano, como agora, o rendimento da poupança é de 0,5% ao mês prefixado + TR. É pouco comparado a outros produtos de mesmo risco”, explica.

Para facilitar, o professor fez as contas de quanto renderiam R$ 5 mil investidos durante um ano na poupança e em um Certificado de Depósito Bancário (CDB) com liquidez diária e rendimento de 101% do CDI. Na poupança, depois de um ano, o investidor teria R$ 5.345,55, estimando uma TR de 0,70% ao ano. Já no CDB com liquidez diária, usando o CDI estimado pela curva de juros da B3, o investidor teria R$ 5.546,95, ou seja, R$ 201,41 a mais.

Além do rendimento maior, o educador financeiro do C6 Bank explica que os CDBs e a poupança de um mesmo banco oferecem o mesmo risco de crédito e a mesma garantia. “Tanto a poupança quanto o CDB possuem a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC)”, explica Liao.

O professor alerta, porém, que a poupança pode ser boa opção de investimento em um único caso. “Para quem não tem conhecimento e nem disciplina financeira, a poupança pode ser um bom ponto de partida. Para essas pessoas, não guardar na poupança significa, na maioria das vezes, gastar o dinheiro com coisas desnecessárias e ficar desprotegida em casos de emergência. Com o tempo, adquirindo conhecimento e o hábito de investir, a pessoa pode migrar para investimentos melhores”, diz Liao.

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Leia também: Onde sacar dinheiro do C6 Bank?