Leitura de 5 min

Veja quais foram os melhores investimentos de 2022

Investimentos correlacionados em renda fixa foram os que tiveram melhor rentabilidade no ano passado

Atualizado em

Tela da performance dos investimentos para retratar os que mais renderam em 2022
Renda Fixa e Fundos Multimercado tiveram destaque para rentabilidade no ano passado.

Se você acompanha o mercado com frequência, deve estar se perguntando quais foram os investimentos que mais renderam em 2022. Ter essa resposta é importante para analisar o desempenho de sua carteira e pensar quais ativos escolher para 2023.

Antes de ressaltar os melhores investimentos 2022, é importante reforçar que o ano passado foi marcado por diversos acontecimentos. Como o conflito entre Rússia e Ucrânia, o aumento da taxa básica de juros no Brasil, a inflação global, a política de Covid zero na China, entre outros fatores.

Levando pontos citados em consideração, o C6 Bank preparou esse texto para demonstrar os investimentos que tiveram melhor performance em 2022. Nele, você vai encontrar as respostas para as seguintes perguntas:

  • Lista de investimentos que mais renderam em 2022
  • Por que investimentos em renda fixa protagonizaram 2022?
  • Rendimento de investimentos em renda fixa
  • Rendimento de investimentos em renda variável
  • 2022 foi um bom ano para investimentos internacionais?
  • A rentabilidade passada não é o único fator importante
  • Onde investir em 2023?

Gostaria de ler outros conteúdos relacionados à área de investimentos? Veja o que separamos para você:

Lista de investimentos que mais renderam em 2022

Algumas das classes de investimentos que tiveram destaque para rentabilidade no ano passado foram Renda Fixa e Fundos Multimercado:

  • Certificado de Depósito Bancário (CDB) com rentabilidade atrelada ao CDI: ficou em segundo lugar dentre os ativos de renda fixa que renderam mais em 2022;
  • Tesouro Selic: aplicações atreladas à esse ativo lideraram a lista de rentabilidade em 2022;
  • Fundos Multimercado Livre: aplicação financeiro que liderou os investimentos em renda variável

Vale ressaltar que este ranking considera a rentabilidade bruta das aplicações. Ou seja, não há o desconto do imposto de renda e de todas as taxas que são cobradas por fundos, gestoras e corretoras.

Por que investimentos em renda fixa protagonizaram 2022?

Os investimentos em renda fixa protagonizaram 2022 devido ao aumento da taxa Selic, que ocasionou um aumento da rentabilidade desses ativos. No começo do ano passado ela estava em 9,25% e terminou o ciclo em 13,75%. Dessa forma, todas as outras taxas de juros também aumentaram, como as de empréstimos, cartão de crédito, financiamento e cheque especial.

Portanto, como o Tesouro Selic e os CDBs possuem uma rentabilidade atrelada à taxa básica de juros e ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI), respectivamente, eles renderam mais automaticamente, tornando-se assim os ativos que protagonizaram o mercado acionário em 2022.

Rendimento de investimentos em renda fixa

Para analisar o rendimento dos investimentos em renda fixa é necessário ter em mente a performance da taxa básica de juros no ano. Veja a seguir os dados referentes a estes ativos:

Retorno acumulado – 01/01/2022 até 31/12/2022 (diária)

  • Poupança: 7,90%;
  • CDB 104% do CDI: 14,19%;

Rendimento de investimentos em renda variável

Devido a um cenário internacional instável, os investimentos na Bolsa de Valores não se destacaram tanto quanto a Renda Fixa. O próprio Ibovespa, principal índice na B3 (a Bolsa de Valores brasileira), enfrentou uma sequência de quedas devido à alta na Selic.

Veja a seguir o rendimento de investimentos em renda variável:

  • Bitcoin: -66,5%
  • Ibovespa: +4,69%;
  • Dólar: -5,3%.

A rentabilidade passada não é o único fator importante

Apesar de ser importante considerar a rentabilidade do ano passado, vale reforçar que ela não é uma garantia para seus investimentos futuros. Afinal, definir como vai ser 2023 no mercado financeiro é algo muito complicado, principalmente porque há muitos acontecimentos que são impossíveis de prever.

Onde investir em 2023?

Caso a Selic mantenha sua trajetória de altas em 2023, os investimentos de renda fixa atrelados à taxa básica de juros continuarão a ser ótimas opções de investimentos. Em contrapartida, companhias sensíveis a juros da Bolsa sofrerão um grande impacto, não sendo um investimento muito recomendado para 2023. Dentre alguns exemplos destas empresas estão as de varejo, aéreas, de educação e saúde.

Porém, independente do que aconteça no cenário nacional e internacional, o grande segredo para não sofrer muito impacto nos investimentos é diversificar adequadamente sua carteira de acordo com seus objetivos.

Você pode fazer isso com facilidade através do C6 TechInvest, produto desenvolvido com a assistência dos especialistas do C6 Bank. Ele é uma ferramenta que monta uma carteira de investimentos completa e totalmente personalizada, que pode ser alterada de acordo com as suas preferências.

Agora você já sabe quais investimentos renderam mais em 2022. Além disso, verificou o que influenciou seus desempenhos, além de entender como pode planejar sua carteira para 2023.

Leia também outras dicas de investimentos:

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Informações sobre os produtos e serviços do C6 Bank vigentes na data da postagem deste texto. As regras e condições de cada produto e/ou serviço podem ser posteriormente alteradas. Consulte os termos vigentes no momento da contratação pelo app.