Leitura de 5 min

O que é conciliação bancária e para que serve?

A conciliação bancária é uma das principais atividades da gestão financeira de empresas, entenda mais sobre como ela funciona.

Atualizado em

Fazer a gestão financeira de uma empresa de maneira correta é muito importante para manter o controle do fluxo de caixa. Assim, a conciliação bancária é uma ferramenta indispensável para que seja possível entender quais são as despesas, o valor dos recebimentos em geral, o saldo disponível e como ele pode ser usado.  

Mulher branca de cabelos escuros e médios, usando uma calculadora e um celular para fazer conciliação bancária
Saiba como fazer uma conciliação bancária.

Dessa forma, o time do C6 Bank preparou este texto para que você possa entender como essa prática funciona e como ela pode ajudar na rotina empresarial.  

Durante a leitura, você encontrará os seguintes tópicos: 

  • O que é conciliação bancária? 
  • Para que serve a conciliação bancária? 
  • Como fazer uma conciliação bancária: passo a passo; 
  • Documentos necessários para fazer a conciliação bancária; 
  • Dicas para montar uma planilha de conciliação bancária. 

Descubra outros conteúdos que podem ajudar o seu planejamento financeiro empresarial: 

  1. Como fazer a separação entre conta pessoal e empresarial? 
  2. O que são linhas de crédito para empresas e como conseguir? 
  3. O que é capital de giro da empresa? 

O que é conciliação bancária? 

A conciliação bancária é uma atividade que faz parte da gestão de uma empresa. A partir dela é possível comparar os extratos bancários em relação a informações obtidas a respeito do controle financeiro interno da organização.  

Para melhor entendimento, imagine um estabelecimento que recebe pagamento de seus clientes de maneira variada (crédito, débito, dinheiro físico e Pix). Ao final do dia, é preciso entender se todos esses valores foram debitados corretamente na conta jurídica cadastrada. Assim, é possível saber como está a receita do local.  

Para que serve a conciliação bancária? 

O principal papel da conciliação bancária é garantir que não haja informações ou valores incoerentes no fluxo de caixa da empresa. Assim, é possível entender se o saldo disponível corresponde ao valor apresentado no seu cálculo interno. Além disso, é importante lembrar que essa atividade também é uma ótima ferramenta para impedir fraudes internas e melhorar a organização do orçamento. 

Como fazer uma conciliação bancária: passo a passo 

Se você quer aderir a essa prática na rotina da sua empresa, siga o passo a passo: 

1. Faça uma planilha de prestação de contas 

Se a prática da prestação de contas ainda não faz parte do dia a dia do seu negócio, comece a adotar essa cultura aos poucos. Dessa forma, é possível fazer uma análise muito mais eficaz. Para começar, anote todas as entradas e saídas, bem como juros e taxas em uma planilha, por exemplo. 

2. Fique atento aos saldos 

O segundo passo é um dos mais importantes durante essa atividade. Isso porque nele você consegue analisar se os saldos inicial e de controle interno estão de acordo com o valor informado no extrato bancário. Então, preste sempre atenção nas informações adicionadas em sua planilha.  

3. Tenha cuidado com as multas por atraso 

Além de fazer o comparativo entre os saldos, é importante que você faça uma análise detalhada, comparando não só os valores de entrada e saída, mas também as datas correspondentes. Assim, você consegue evitar atrasos nos pagamentos e se livrar das multas.  

4. Faça as correções  

Se você encontrar alguma incoerência entre sua planilha e o extrato bancário, procure resolvê-la o mais rápido possível. Exatamente por esse motivo, é muito importante que você sempre guarde os comprovantes de pagamento, demais extratos e notas fiscais. Dessa forma, você terá acesso aos principais dados com facilidade.  

Seguindo esses passos, você consegue fazer uma gestão financeira muito mais eficiente para a sua empresa.  

Documentos necessários para fazer a conciliação bancária 

Além dos passos citados anteriormente, é importante que você tenha em mãos: 

  • Comprovante de pagamentos
  • Notas fiscais; 
  • Boletos; 
  • Extratos bancários.  

Para facilitar, organize-os em uma pasta e tenha sempre uma versão on-line desses documentos. Isso facilita muito na hora que você precisar de uma informação importante ou fazer correções durante as análises.   

Dicas para montar uma planilha de conciliação bancária 

Montar uma planilha de conciliação bancária é fundamental para dar início a essa atividade. Por isso, separamos algumas dicas para você ter uma ferramenta eficiente e que ajudará a fazer suas análises de maneira correta.  

Para isso, você pode usar o Excel ou algum software que você esteja familiarizado. Depois, basta criar as seguintes categorias: 

  • Data; 
  • Descrição da movimentação; 
  • Código da operação bancária 
  • Nota fiscal; 
  • Categoria em que a movimentação se enquadra;  
  • Separe em débito (saldo positivo) e crédito (saldo negativo); 
  • Observações, caso seja necessário. 

Depois de preencher cada dado de forma certa, você chegará ao saldo parcial. Essa coluna não deve ser alterada, pois será o resultado de todas as suas movimentações. 

Para que você possa ter ainda mais controle das finanças da sua empresa, conte com o Web Banking, aplicativo desenvolvido para contas PJ e que oferece muito mais praticidade, pois pode ser usado na área de trabalho do seu computador e dispensa navegadores. 

Para isso, basta abrir sua conta C6 Empresas por meio do nosso aplicativo e aproveitar toda facilidade que o Web Banking oferece. Saiba mais

Não deixe de ler outros conteúdos que podem ajudar: 

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app. 

Informações sobre os produtos e serviços do C6 Bank vigentes na data da postagem deste texto. As regras e condições de cada produto e/ou serviço podem ser posteriormente alteradas. Consulte os termos vigentes no momento da contratação pelo app.