Leitura de 6 min

É preciso declarar ações no Imposto de Renda 2023?

Veja o passo a passo de como preencher o documento corretamente caso seja preciso declarar

Atualizado em

Gráficos de ações que representam como declarar ações no Imposto de Renda
Veja o passo a passo de como declarar ações no Imposto de Renda 2023.

Se você é investidor, pode ter dúvidas em relação a como declarar ações Imposto de Renda. Por isso, vale, antes de mais nada, reforçar que se alguém tem uma ação na carteira é obrigatório fazer a declaração.

Além disso, os acionistas que obtêm lucro precisam pagar Imposto de Renda mensalmente através de um Documento de arrecadação de receitas federais (Darf). Dessa forma, fica um pouco mais fácil fazer todo o processo de declaração de ações.

Pensando em facilitar a compreensão em relação a como declarar ações no IR, o C6 Bank preparou este texto. Nele, você vai encontrar as respostas para as seguintes perguntas:

  • Como declarar ações no Imposto de Renda 2023: passo a passo
  • Reúna documentos sobre movimentações na Bolsa de Valores em 2022
  • Calcule os lucros e prejuízos obtidos
  • Verifique quais foram os rendimentos isentos
  • Verifique quais foram os rendimentos tributáveis
  • Como declarar as ações que você tem na carteira
  • Como declarar rendimentos isentos?
  • Como declarar juros sobre capital próprio?
  • Como declarar a venda de ações?
  • Como declarar a venda de ações abaixo de R$ 20 mil?

Gostaria de ler outros conteúdos relacionados ao tema de ações? Veja o que separamos para você:

Como declarar ações no Imposto de Renda 2023: passo a passo

Na dúvida de como declarar ações? Veja nosso passo a passo para fazer todo o processo sem dor de cabeça.

1. Reúna documentos sobre movimentações na Bolsa em 2022

Para facilitar o processo de como declarar ações, é necessário ter em mãos todas as informações relacionadas às movimentações dos investimentos. Isso você pode encontrar nos Documentos de arrecadação de impostos (Darfs), informes de rendimentos e notas de corretagem.

2. Calcule os lucros obtidos e prejuízos

Para calcular os lucros obtidos e prejuízos vale montar uma planilha para evitar qualquer erro nos cálculos. Nela, será preciso preencher o preço médio de compra e venda dos ativos.

Veja a seguir como fazer isso:

  • Preço médio de compra: Quantidade de ações X Preço pago + Custos de corretagem e taxas cobradas pela Bolsa;
  • Preço médio de venda: Quantidade de ações X Preço vendido (descontar custos de corretagem e taxas).

Ao concluir as contas acima, faça a média entre os números obtidos para assim descobrir o lucro ou prejuízo mensal dos ativos.

3. Verifique quais foram os rendimentos isentos

Para descobrir os rendimentos isentos, faça uma análise dos dividendos recebidos ao longo do ano e também das vendas de ações que não ultrapassam a quantia de R$ 20 mil mensais e resultaram em lucro.

Tudo deverá ser declarado na ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, mais precisamente no código 9 (“Lucros e dividendos recebidos”). Será preciso apenas informar o tipo de beneficiário.

4: Verifique quais foram os rendimentos tributáveis

Após analisar os rendimentos tributáveis, informe-os na ficha “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva”. Na sequência, selecione o código 10 (“Juros sobre capital próprio) e coloque os dados do beneficiário, nome da fonte pagadora, CNPJ e o valor.

Como declarar as ações que você tem na carteira?

Todas as ações que estavam na sua carteira no dia 31/12/2022 devem ser declaradas. Para isso, siga o passo a passo:

  1. Em “Bens e Direitos”, selecione o código 31 (“Ações”) e a quem pertence o ativo (titular ou dependente da declaração);
  2. Informe a localização;
  3. Verifique o informe de rendimento e adicione no site o CNPJ da empresa emissora de ações;
  4. Em “Discriminação”, coloque a quantidade de ações, nome e ticker da empresa e da corretora, caso seja usada na negociação;
  5. Por fim, nos campos “Situação em 31/12/2021” e “Situação em 31/12/2022”, coloque o valor pago na aquisição.

Caso tenha mais de um tipo de ação da mesma empresa, será necessário informar cada um em um item diferente.

Além disso, se você tinha uma posição em 2021 e não a possui mais em 2022, deverá zerar o valor do campo “Situação em 31/12/2022”.

Como declarar rendimentos isentos?

Antes de mais nada, tenha em mente que os lucros obtidos a cada mês deverão ser declarados separadamente. Feito isso, entre no site para fazer a declaração.

Escolha a ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” e, na sequência, o código 9 (“Lucros e dividendos recebidos”). Caso queira declarar venda de ações até R$ 20 mil, selecione o campo 20 (“Ganhos líquidos em operações no mercado à vista negociados em bolsa”).

Como declarar juros sobre capital próprio?

Para declarar juros sobre capital próprio é preciso encontrar os valores no demonstrativo que a instituição onde você investe envia. Eles, geralmente, ficam no campo “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva”.

Para declará-los, localize a ficha com o mesmo nome e clique em “Novo”. Na sequência, selecione o código 10 (“Juros sobre Capital Próprio”) e adicione as informações solicitadas:

  • Nome da fonte pagadora;
  • CNPJ da empresa que pagou juros;
  • Valor total pago em 2021.

Caso tenha ações ordinárias e preferenciais da mesma empresa, declare-as na mesma ficha através da soma dos juros. Para finalizar, clique em “Ok”.

Como declarar a venda de ações?

Veja a seguir como declarar venda de ações acima de R$ 20 mil por mês:

  • Selecione a opção “Operações Comuns/Day Trade” e informe em cada mês do ano o valor da venda de ações;
  • Nos meses sem operações ou com vendas inferiores a R$ 20 mil é necessário colocar um valor igual a zero;
  • Depois de inserir os dados em todos os meses, clique em “Consolidado do mês” para entender se a alíquota foi calculada corretamente no campo “Imposto a pagar”;
  • Em “Imposto pago”, informe a quantia paga no Darf;
  • Para fazer a compensação do Imposto de Renda retido na fonte, coloque em “IR fonte (Lei nº 11.033/2004) no mês – sempre somando todos os IR na fonte” de todas as operações realizadas no respectivo mês;
  • Faça a soma dos recolhidos e informe em “Imposto Pago/Retido” e “Imposto sobre a renda na fonte (Lei nº 11.033/2004)”;
  • Repita o processo em todos os meses para cada ação que possuir.

Como declarar a venda de ações abaixo de R$ 20 mil?

Embora o valor de venda de ações abaixo de R$ 20 mil não seja tributável, ele precisa ser declarado. A boa notícia é que o processo é mais simples do que o citado acima. Confira:

  • Acesse a ficha “Rendimentos Isentos e Não-Tributáveis”;
  • Informe os ganhos obtidos na opção 20 (“Ganhos líquidos em operações no mercado à vista de ações negociadas em Bolsas de Valores”);

Agora você já sabe quando é preciso declarar ações no Imposto de Renda 2023. Além disso, observou um passo a passo detalhado das diferentes situações para não enfrentar problemas quando chegar a hora do Imposto de Renda. O próximo passo é se atentar às datas de realização da declaração para não cair na malha fina.

Leia também: Como declarar venda de imóvel e carro no Imposto de Renda 2023?

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.

Informações sobre os produtos e serviços do C6 Bank vigentes na data da postagem deste texto. As regras e condições de cada produto e/ou serviço podem ser posteriormente alteradas. Consulte os termos vigentes no momento da contratação pelo app.