Leitura de 10 min

O que declarar no Imposto de Renda 2024? Guia completo 

O contribuinte que deixar de pagar o Imposto de Renda paga multa e poderá sofrer diversas restrições, como a abertura de contas bancárias e a emissão de passaportes

Atualizado em

mulher sentada diante de computador e folhas pesquisa o que declarar no imposto de renda
A declaração do Imposto de Renda 2024 começará no dia 15 de março.

Saber o quedeclarar no Imposto de Renda é essencial para que você esteja em dia com suas obrigações legais com a Receita Federal. O IR é um dos tributos mais importantes do Brasil, cobrado todos os anos sobre os ganhos de grande parte da população. 

Embora o período de envio da declaração do IR 2024 ainda não tenha começado oficialmente, é importante preparar-se para evitar surpresas na hora do preenchimento. O atraso na entrega da declaração pode acarretar multa e outras consequências. 

O C6 Bank preparou este post a fim de responder às principais questões sobre a declaração do Imposto de Renda. A seguir, serão abordados os seguintes tópicos: 

  • O que é Imposto de Renda? 
  • O que preciso declarar no Imposto de Renda? 
  • Quem deve declarar o Imposto de Renda em 2024? 
  • Como declarar o Imposto de Renda? 
  • Como preencher declaração do Imposto de Renda? 
  • Tabela Imposto de Renda 
  • Quando começa o envio da declaração? 
  • Qual o prazo final para envio da declaração? 
  • Como funciona a restituição do Imposto de Renda? 
  • Informe de Rendimentos do C6 Bank. 

Importante: este texto é uma forma de ajudar na sua busca por informações. Em caso de dúvidas, procure um contador ou profissional qualificado para auxiliar na sua declaração. 

O que é Imposto de Renda? 

O Imposto de Renda é um tributo federal cobrado anualmente de milhões de brasileiros. Na declaração estão contidas informações relativas à renda do contribuinte nos 12 meses do ano anterior. Sobre essa quantia – e após considerar eventuais deduções ou retenções –, é aplicada uma alíquota, definida previamente. A partir dela, calcula-se o valor a ser pago ao governo ou restituído por ele. O envio da declaração geralmente deve ser feito até o dia 31 de maio.  

Quem deve declarar o Imposto de Renda em 2024? 

Se você se enquadra em um ou mais dos requisitos abaixo, a declaração é obrigatória: 

  • Pessoas que tiveram rendimentos tributáveis (salário, bônus na empresa) acima de R$ 28.559,70 em 2023; 
  • Quem recebeu rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, superiores a R$ 40 mil; 
  • Pessoas que tiveram receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural; 
  • Quem pretende compensar prejuízos com a atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2023; 
  • Proprietário de bens superiores a R$ 300 mil; 
  • As pessoas que tiveram ganhos de capital na alienação de bens ou direitos; 
  • Quem realizou operações de alienação em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros ou assemelhadas: cuja soma foi superior a R$ 40 mil ou com apuração de ganhos líquidos; 
  • Pessoas que venderam imóvel residencial e usou o recurso para compra de outra residência para moradia, dentro do prazo de 180 dias da venda, e optou pela isenção do IR; 
  • Pessoas que passaram a residir no país em qualquer mês de 2023. 

O que preciso declarar no Imposto de Renda? 

O contribuinte que atenda um dos critérios de obrigatoriedade de entrega de declaração, ou queira fazer a entrega facultativa, deve declarar

  • Todos os seus rendimentos no Brasil e exterior (tributáveis ou não); 
  • Bens móveis e imóveis; 
  • Conjuntos de ações e cotas de empresas, negociadas ou não em bolsa de valores; 
  • Dívidas e ônus reais; 
  • Doações efetuadas e recebidas; 
  • Atividade rural; 
  • Ganho de capital e ganhos no mercado de ações; 
  • Pagamentos dedutíveis; 
  • Pagamentos não dedutíveis (a profissionais liberais e aluguel, por exemplo). 

Além disso, o contribuinte pode informar dependentes para fins fiscais, considerando que os itens citados de declaração obrigatória se estendem também aos dependentes. 

Como declarar o Imposto de Renda? 

A entrega da declaração do Imposto de Renda pode ser feita por meio do Programa Gerador da Declaração (PGD) relativo ao exercício de 2023; 

Para isso, siga o passo a passo: 

  1. Primeiro, junte os documentos e dados necessários para a declaração. Entre eles, há documentos pessoais – RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e de atividade profissional, informações bancárias –, bem como comprovantes de renda e compra e venda de bens, além de dados dos seus dependentes; 
  1. No site da Receita Federal, baixe o Programa de Imposto de Renda ou comece a declaração online pelo Centro Virtual de Atendimento
  1. Após o login – que exige CPF/CNPJ, código de acesso e senha ou acesso pelo gov.br –, informe todos os rendimentos, tributáveis ou não; 
  1. Em seguida, insira no programa os pagamentos que já foram feitos, nos campos “IR retido na fonte”, “Carnê-Leão”, “Pagamentos efetuados” e “Doações efetuadas”; 
  1. Por fim, faça a inclusão dos bens, direitos, dívidas e ônus. Entram, nessa etapa, imóveis, veículos e outros bens com valor de aquisição superior a R$ 5 mil, bem como saldos de poupança e dívidas. 
  1. Com tudo isso é feito, o processo pode ser finalizado com a escolha entre declaração simplificada ou completa. O que diferencia as duas modalidades é que, na primeira, há um desconto padrão de 20% sobre a base de cálculo – com um teto de R$ 16.754,34, entretanto. Em geral, se a soma das deduções ficar abaixo desse limite, a declaração simplificada é melhor. Caso seja superior, recomendamos optar pela completa; 
  1. Por fim, confira se não há nenhuma pendência e, caso esteja tudo certo, clique em “Entregar a declaração”, faça a emissão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) e pague o valor do tributo. 

Também é possível fazer a declaração pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para tablets e smartphones. 

Como preencher declaração do Imposto de Renda? 

Para preencher a declaração do Imposto de Renda de maneira correta é preciso atentar-se a diferentes tipos de gastos. Por isso, preparamos um guia completo para você entender como funciona a declaração de cada um deles. Descubra abaixo: 

foto de homem e mulher brancos vistos de cima sentados diante de calculadora e folha fazendo cálculos necessários para declarar o imposto de renda 2023
Aprenda como preencher a declaração do IR de acordo com cada categoria.

Gastos médicos 

As despesas médicas devem ser declaradas e não contam com um limite legal para dedução. Despesas com consultas médicas de qualquer especialidade, partos, planos e seguro saúde, aparelhos ortopédicos e dentários são alguns dos gastos que podem ser deduzidos. 

Despesas com educação 

Os gastos com educação são dedutíveis, entretanto, o limite anual individual é de R$3.561,50. Acompanhe:  

Ganhos  

É preciso declarar todos os seus ganhos durante o ano. Entenda com o nosso guia:  

Além disso, você pode declarar os valores pagos para deduzir a base de cálculo do IR. Acompanhe: 

Contribuição previdenciária obrigatória 

A contribuição previdenciária obrigatória diminui a base do IR e não há limite de dedução. Leia sobre o tema: 

Contribuição previdenciária complementar  

Os valores relacionados podem aumentar o montante a restituir ou reduzir o IR. Vale lembrar que o máximo que pode ser reduzido é 12%. 

Aluguel 

Pessoas que pagam aluguel devem declarar os valores para que a Receita Federal ateste o dado com o que foi informado pelo do dono do imóvel. Saiba como funciona: 

Valores em conta corrente e poupança 

É necessário declarar a quantia que você tinha no banco até o dia 31 de dezembro do ano anterior, exceto em casos que o valor seja menor que R$ 140. Tire suas dúvidas: 

Quantias em moeda estrangeira 

Todas as quantias em moedas financeiras devem ser declaradas, inclusive em espécie. Acompanhe os posts sobre o tema: 

Tabela Imposto de Renda 

Para o cálculo do Imposto de Renda, a Receita Federal faz a soma de todos os rendimentos tidos por ele durante o ano calendário. Depois, é descontada uma parte dos gastos (geralmente chamados de “deduções”, nesses casos). O resultado dessas operações, então, é comparado com uma tabela, e é a partir dela que se determina a alíquota do Imposto de Renda. 

Atualmente, a tabela apresenta as seguintes características: 

Tabela de imposto de renda com três colunas com as informações de base de cálculo, alíquota (%) e parcela a deduzir, com gráfico ao lado para ajudar na compreensão de que até R$ 2.112,00 é isento, a partir de R$ 2.112,01 a alíquota é de 7,5% e a parcela a deduzir a partide 158,40. A partir de R$2.826,65 a alíquota é 15% e o valor a deduzir a aprtir de 370,40. A partir de R$ 3.751,05 a alíquota é de 22,5% e a parcela a deduzir a partir R$ 651,73 e acima de 4.664,68 a alíquota é de 27,5 com parcela a deduzir a partir de R$ 884,96
Tabela de incidência e deduções para cálculo do imposto sobre a renda das pessoas físicas (IRPF) em 2024.

No Programa Gerador de Declaração, o cálculo da alíquota é feito de forma automática, sem que você precise ficar pensando sobre os valores. 

Quando começa o envio da declaração? 

O envio da declaração de IRPF começa no dia 15 de março de 2024. 

Qual o prazo final para envio da declaração? 

O prazo limite para entregar as declarações está marcado para o dia 31 de maio de 2024 às 23h59.  

Vale lembrar que o atraso na declaração do Imposto de Renda gera multa com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do valor do tributo. Leia mais em “IR 2024: O que acontece com quem não faz a declaração?”. 

Como funciona a restituição do Imposto de Renda? 

A restituição do Imposto de Renda é um mecanismo usado para garantir que o contribuinte não pague um valor que exceda o estipulado para a sua declaração do Imposto de Renda, o que pode acontecer em caso de recolhimento do IR na fonte. 

mulher jovem de cabelo curto e roupa rosa sentada olhando para papel sobre mesa e aprendendo a como declarar o imposto de renda 2023
Entenda como funciona a restituição do IR.

Esse procedimento geralmente se dá em lotes, distribuídos ao longo de vários meses do ano. 

Informe de Rendimentos do C6 Bank 

Para ajudar nesse momento, através do app, clientes C6 Bank podem contar com a emissão do informe de rendimentos. Para isso, siga os passos: 

  1. Já dentro do app, toque no ícone de perfil que está localizado no canto superior direito; 
  1. Em seguida, selecione a opção “Informe de Rendimentos”; 
  1. Por último, escolha o ano de 2023 para solicitar o documento.  

Chegamos ao fim deste texto. Esperamos que tenha gostado de saber mais sobre o que declarar no Imposto de Renda, bem como o funcionamento desse importante tributo brasileiro. 

Continue acompanhando o nosso blog. Leia também: 

Importante: este texto é uma forma de ajudar na sua busca por informações. Em caso de dúvidas, procure um contador ou profissional qualificado para auxiliar na sua declaração. 

Ainda não está usando o C6 Bank? Baixe o app, abra sua conta digital, peça seu cartão sem anuidade (sujeito a análise) com a cor que quiser e aproveite um banco completo com tudo em um só app.